Política

Comitê quer mais transparência


O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, cobrou ontem (31) que governadores e prefeitos melhorem a gestão da informação para transmitir com mais precisão a quantidade de vacinas contra covid-19 que já foram ofertadas à população. "A nossa solicitação é que o Ministério da Saúde forme, urgentemente, um grupo mais rígido de controle desses dados", disse após a primeira reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da pandemia da covid-19, no Palácio do Planalto.

De acordo com ele, o Ministério da Saúde já distribuiu 34 milhões de doses, mas no sistema de informação oficial constam apenas 18 milhões de doses aplicadas. "Eu não acredito, não acho que seja possível, que nenhum governador e prefeito não estejam vacinando", disse Lira. "Eu não acredito em hipótese alguma que há algum tipo de má vontade ou má fé nisso. Pelo contrário, é o atabalhoamento dessa crise ou a burocracia de informação por parte de governos estaduais e municipais sobre o retorno dessa vacinas que foram enviadas", completou.

Segundo o deputado, os dados são importantes para a avaliação nacional da cobertura vacinal e para o planejamento das ações de abastecimento dos estoques locais. "Informação nesse período é tudo, é onde nós centralizaremos todas as ações para sejam feitas sempre com a maior amplitude de positividade de cobertura vacinal da população. Nosso problema é vacinar e esse é o foco".

Além disso, Lira informou que começa hoje (1) na Câmara a discussão de um projeto para autorizar a iniciativa privada a adquirir vacinas para serem integralmente doadas ao Sistema Público de Saúde (SUS).(AB)


Notícias relevantes: