Política

Vereadores discutem próximas medidas contra a pandemia

Câmara Com as sessões suspensas por conta da Fase Emergencial, os parlamentares têm feito reuniões remotas semanalmente


Divulgação
Com a suspensão das sessões presenciais, vereadores fazem as votações dos projetos de lei de maneira remota
Crédito: Divulgação

Em reunião on-line realizada na manhã desta terça-feira (6), os vereadores de Jundiaí discutiram propostas para lidar com a pandemia na cidade. As ideias apresentadas nas áreas da Saúde, Economia, Educação, Transporte e Assistência Social serão encaminhadas à prefeitura para análise técnica e legal quanto à sua viabilidade de implementação.

A reunião foi conduzida pelo presidente da Casa, Faouaz Taha (PSDB), e contou com a participação de 16 dos 19 parlamentares jundiaienses. Com o cancelamento das sessões durante todo o mês de março e as primeiras semanas de abril, esse diálogo semanal tem sido mantido entre os vereadores, sempre de maneira remota.

Economia

Uma das sugestões apresentadas na área da Economia é a realização de um estudo, pela prefeitura, sobre a viabilidade de se flexibilizar impostos e taxas municipais para os empreendimentos e trabalhadores impactados pela pandemia. E, visando fomentar a economia da cidade, será apresentada à prefeitura sugestão para que se disponibilize capacitações sobre marketing digital e vendas on-line voltadas aos micro, pequenos e médios empreendedores.

Transporte

Diversos parlamentares manifestaram preocupação quanto ao transporte coletivo, onde frequentemente não é possível manter o distanciamento recomendado entre as pessoas. Neste sentido, entre as ideias apresentadas está o diálogo com as empresas da região para que façam um escalonamento de horário de entrada e saída dos funcionários. Outra sugestão é que as próprias empresas forneçam meios de transporte aos seus funcionários, evitando assim o uso do transporte público.

Saúde

Na área da Saúde, foi bastante discutida a imunização dos idosos. Apontou-se a dificuldade de agendamento dos grupos prioritários que não se vacinaram no período destinado às suas faixas etárias, e a necessidade de se ampliar a conscientização destes grupos quanto à importância da imunização. Também levantou-se a necessidade de cobrar o início da vacinação anual contra H1N1, medida importante para conter os casos de gripe que também podem demandar leitos nos hospitais da cidade.

Foi apontada a necessidade de se criar um atendimento de Saúde para os pacientes já curados da covid-19, para tratar as sequelas físicas e psicológicas que possam ter surgido. E alguns vereadores apontaram a importância de se retomar a desinfecção dos terminais, pontos de ônibus e veículos de transporte coletivo, além do Hospital São Vicente e demais equipamentos públicos de Saúde.

Outra questão discutida foi a necessidade de se aumentar a fiscalização quanto ao uso de máscaras e fortalecer as medidas para conter as aglomerações. Ainda em relação à Saúde, destacou-se a importância de se manter em dia os atendimentos dos casos não relacionados à covid-19, como os agendamentos de exames e consultas com especialistas.

Educação

Entre os pontos abordados está a necessidade urgente de imunização dos profissionais da Educação para que possam ser retomadas as aulas presenciais. Também falou-se sobre a importância de se manter o fornecimento da alimentação aos alunos em situação de vulnerabilidade.

Assistência Social

Outra medida a ser pleiteada pelos vereadores é o não corte do fornecimento de água e energia elétrica aos usuários inadimplentes no período da pandemia.

Todas as sugestões apresentadas pelos vereadores seguem agora para análise da prefeitura, levando em conta a viabilidade técnica e legal e o impacto de cada uma das medidas.


Notícias relevantes: