Política

Câmara aprova texto que define atividades religiosas como essenciais

Após mais de um mês de paralisação, a Câmara retornou hoje com a sessão ordinária de maneira remota


Divulgação
Com a suspensão das sessões presenciais, vereadores fazem as votações dos projetos de lei de maneira remota
Crédito: Divulgação

A Câmara de Jundiaí acaba de aprovar o projeto de lei que reconhece, em situação de crise decorrente de moléstia contagiosa ou catástrofe natural, as atividades das instituições religiosas como essenciais.

Após grande discussão e diversas falas dos vereadores, o texto do vereador Antonio Carlos Albino (PL) foi aprovado com 17 votos favoráveis. Apenas o vereador Paulo Sergio Martins (PSDB) votou contra o projeto, justificando que ele irá gerar aglomerações. 

Após mais de um mês de paralisação, a Câmara retornou hoje com a sessão ordinária de maneira remota. 


Notícias relevantes: