Política

Bolsonaro terá R$ 106 bi em teto


O presidente Jair Bolsonaro terá, em ano eleitoral, a maior folga já vista no teto de gastos desde a criação da regra que limita o avanço das despesas à inflação, em 2016. O espaço adicional será de R$ 106 bilhões em 2022, um crescimento de 7,14% em relação a este ano. Apesar do "respiro" do lado das despesas, o país deve ter mais um ano de rombo nas contas (o nono seguido).


Notícias relevantes: