Política

Pedido por redução de gases


Um manifesto de ambientalistas e entidades da sociedade civil pede que a Câmara dos Deputados vote com urgência a Emenda de Kigali, um compromisso para a redução de gases de efeito estufa.

O documento será entregue na quinta-feira (22) ao presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), mesmo dia em que ocorre a cúpula de líderes chefiada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Mais de 100 países já começaram a substituir os gases hidrofluorocarbonetos, utilizados nos aparelhos de ar-condicionado, geladeiras e freezers. Isso porque a substância que hoje está presente nesses equipamentos pode aumentar o aquecimento global, causando 2 mil vezes mais impacto do que o gás carbônico.

Essa proposta surgiu em 2016, na cidade de Kigali, capital da Ruanda (África), mas ainda precisa ser ratificada pelo Congresso brasileiro. O texto começou a tramitar em 2018 na Câmara, já passou por todas as comissões e não foi pautada pelo então presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) nem pelo atual, Arthur Lira.

O deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso, afirma que a aprovação terá efeito positivo no exterior.

"Nós estamos fazendo um esforço muito grande para convencer os líderes de partidos para que possam pautar essa matéria o quanto antes. Seria muito importante para a imagem", declarou.

(Das agências)


Notícias relevantes: