Política

Bolsonaro pode recriar ministério


Sob ameaça da CPI da Covid, o presidente Jair Bolsonaro pretende recriar o Ministério do Planejamento e nomear para o seu comando um senador governista. Bolsonaro informou intenção a líderes partidários aliados, para os quais o ministro da Economia, Paulo Guedes, perdeu a capacidade de interlocução com o Poder Legislativo.

Apesar do acordo para a sanção da proposta orçamentária deste ano, deputados e senadores reclamam nos bastidores do que chamam de postura ortodoxa do ministro por ter, segundo eles, dificuldades em ceder a acordos políticos e insistir em soluções individuais.

Para o posto no Planejamento, são avaliados desde o início desta semana pelo Palácio do Planalto os nomes dos senadores Eduardo Gomes (MDB-TO), Jorginho Mello (PL-SC) e Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Na semana passada, após não ter conseguido garantir maioria governista na CPI da Covid, Bolsonaro reconheceu nos bastidores deficiências na articulação política do Palácio Planalto com o Senado. A avaliação no governo é de que foi um erro não ter contemplado o Senado nas últimas mudanças ministeriais.

Hoje, a Esplanada dos Ministérios não tem um ministro que seja senador, enquanto deputados federais comandam cinco pastas: Tereza Cristina, Onyx Lorenzoni, João Roma, Fábio Faria e Flávia Arruda. (FP)


Notícias relevantes: