Política

Governo nomeia novos chefes


Um dia após o secretário especial da Cultura, Mario Frias, ter um novo princípio de infarto e ser levado a um hospital em Brasília, o governo Bolsonaro elencou um substituto para o ator no comando da secretaria.

Felipe Carmona Cantera -ex-assessor do deputado estadual Gil Diniz, do PSL de São Paulo- conhecido como Carteiro Reaça, foi escolhido como substituto, conforme publicado no Diário Oficial da União desta quinta (13).

Frias, porém, indicou que não deve se afastar do gabinete. Em suas redes sociais, postou uma foto de uma cruz iluminada, seguida de um texto que dizia "fiquem com Deus, e hoje mesmo já estarei de volta junto de vocês".

Segundo postagem da Secretaria Especial da Cultura, Frias passou por um cateterismo no final da noite de quarta (12), ficou em observação médica durante a madrugada, recebeu alta na manhã desta quinta e se recupera bem.

Nesta semana ainda foram escolhidos novos nomes para a Agência Nacional do Cinema, a Ancine, e para a Fundação Nacional das Artes, a Funarte.

Mauro Gonçalves de Souza, ex-assessor do deputado estadual bolsonarista Filippe Poubel, do PSL do Rio de Janeiro, foi convocado, na terça (11) para exercer o cargo de substituto de diretor na Ancine.

Em maio do ano passado, Poubel invadiu, acompanhado por seguranças armados, as instalações do hospital de campanha para o combate ao coronavírus no município de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, alegando ter prerrogativa legal para a fiscalização surpresa. "Eu ia ser calmo, brando, nessa fiscalização. Agora, vou tocar o terror", disse o bolsonarista na ocasião. (FP)


Notícias relevantes: