Política

Jundiaí está na rota do passeio de Bolsonaro


Divulgação
Bolsonada
Crédito: Divulgação

O passeio de moto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em São Paulo, prevista para hoje (12), terá em torno de 160 quilômetros e incluirá ruas da capital paulista e de Jundiaí. O presidente deve passar por aqui por volta das 11h.

O trajeto acertado em reunião com a Polícia Militar envolve a saída da avenida Olavo Fontoura, na região do Sambódromo (zona norte), vinda até Jundiaí, volta pela rodovia dos Bandeirantes, depois Marginal Tietê e encerramento no Parque do Ibirapuera.

O primeiro trajeto divulgado era menor: do sambódromo até a Avenida Paulista. Mas Bolsonaro considerou curto. "Eles falaram quarenta quilômetros. Quarenta quilômetros para 100 mil motos? O cara vai ligar o motor e ficar parado", ironizou em conversa com apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada na quarta-feira (9).

A expectativa daqueles que se apresentam como organizadores do evento é maior que a do próprio presidente - falam em 1 milhão de motos. Segundo o empresário Jackson Villar, que esteve na reunião com a PM, há 400 mil veículos inscritos no site da Embaixada do Comércio, entidade que preside. Segundo ele, um dia antes esse número era de 275 mil.

Autoridades estaduais, no entanto, têm uma expectativa bem menor: esperam de 5 mil a 6 mil motos, número suficiente, no entanto, para provocar transtorno no trânsito, em um dia especial para o comércio, o Dia dos Namorados. A previsão é que a "motosseata" comece às 7h e termine às 14h.

O passeio em São Paulo será o terceiro de Bolsonaro com simpatizantes motociclistas — ele já fez eventos semelhantes em Brasília, no dia 9, e no Rio de Janeiro, no dia 23 de maio.

(Da Redação)

 


Notícias relevantes: