Política

VOA ganha mais 11 aeroportos e quer internacionalizar Jundiaí

A Rede VOA já administra os aeroportos de Jundiaí, Campinas, Ubatuba, Itanhaém e Bragança Paulista


DIVULGAÇÃO
Marcel Moure afirma que processo para voos internacionais começou
Crédito: DIVULGAÇÃO

A Rede VOA arrematou nesta quinta-feira (15), em leilão na B3, a concessão de mais 11 aeroportos na região Sudeste do estado de São Paulo, consolidando 16 aeroportos sob sua responsabilidade, representando 60% da malha aeroportuária do estado e 40% de todo o Brasil. Em Jundiaí, a concessionária quer internacionalizar o aeroporto Comandante Rolim Amaro.

Com investimentos previstos acima de R$ 200 milhões, o carro-chefe desta nova concessão está em Ribeirão Preto, seguido por Bauru-Arealva, Marília, Araraquara, São Carlos, Sorocaba, Franca, Guaratinguetá, Avaré-Arandu, Registro e São Manuel. Estão previstos para os primeiros quatro anos de operação investimentos de R$ 75,5 milhões.

A Rede VOA já administra os aeroportos de Jundiaí, Campinas, Ubatuba, Itanhaém e Bragança Paulista. Segundo o presidente da VOA, Marcel Moure, com a chegada dos novos aeroportos aumenta a integração regional em toda a malha. "Ribeirão Preto, Bauru, Marília e Sorocaba têm grande vocação comercial e estamos otimistas com maior retomada dos voos ainda neste semestre, na pós-pandemia."

Em Jundiaí, onde fica a sede da empresa, o aeroporto começou a se preparar para a internacionalização dos voos. Com a operação 24h, por instrumento, voos comerciais começaram a ser ampliados. Para a aviação executiva internacional, o foco está na redução de custo, com voos com poucas escalas, com menor necessidade de abastecimentos. "Há uma melhora indireta ao meio ambiente que, com o Programa de Carbon Off Set entre a VOA e AIR BP, colocará o Aeroporto Rolim Amaro na vanguarda na América do Sul."

 


Notícias relevantes: