Política

Câmeras não registraram invasão


A Câmara dos Deputados concluiu as investigações sobre o incidente no apartamento da deputada federal Joice Hasselmann (PLS-SP), nesta terça-feira (27), e encaminhou o inquérito para o Ministério Público Federal. O Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados (Depol) realizou perícia em 16 câmeras do prédio onde mora a parlamentar, em Brasília, e ouviu funcionários que trabalham no local.

Agentes da Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados que investigam o caso de Joice Hasselmann (PSL) não encontraram, até a noite dessa terça-feira (27), imagens de pessoas estranhas entrando no prédio em Brasília onde a deputada federal mora em um apartamento funcional.

Conforme as filmagens feitas pelas câmeras de segurança analisadas pelos peritos, não foi identificada qualquer anormalidade. Hasselmann mora no sexto andar do edifício. Imagens de domingo (18), quando ocorreu o episódio em que a parlamentar sofreu cinco fraturas no rosto e uma na costela, foram verificadas, como também registros de dias anteriores e posteriores ao fato.

Após análise da Polícia Legislativa, será emitido um laudo sobre o assunto que pode ser divulgado nesta quarta-feira (28) pela Polícia Legislativa. Joice prestou depoimento à polícia e foi submetida a exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) nessa segunda-feira. Ela afirmou, reiteradamente, que suspeita que tenha sofrido um "atentado".

Segundo o departamento, outras informações sobre a investigação do caso da deputada Joice Hasselmann, no âmbito do Depol, são sigilosas, conforme artigo 20 do Código de Processo Penal.

 (Das agências)


Notícias relevantes: