Política

Trem Intercidades será tema de audiência em Campinas

NOVIDADES Será realizada uma simulação com autoridades e imprensa, além da abertura do edital para uma consulta pública


Divulgação
Prefeitura de Campinas recebe autoridades na segunda para audiência pública a respeito do Trem Intercidades
Crédito: Divulgação

O secretário dos Transportes Metropolitanos do estado de São Paulo, Alexandre Baldy, participará na próxima segunda-feira (16), às 14h, de audiência pública para o projeto do Trem InterCidades, que ligará Campinas a São Paulo. A modelagem do projeto também inclui o serviço Trem Intermetropolitano (TIM) e da operação, manutenção e obras, com melhoria do desempenho e da qualidade do serviço da Linha 7-Rubi da CPTM.

O evento será realizado na Prefeitura de Campinas e, na sequência, autoridades e imprensa farão o trajeto do TIC de Campinas a Jundiaí na Litorina e embarcarão no Serviço 710 da CPTM em Jundiaí, em uma simulação do traçado do Trem Intercidades. Além da audiência, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos deverá abrir o edital para consulta pública em seguida a fim de colher contribuições da sociedade.

A nova linha fará o trajeto entre Campinas e São Paulo em 75 minutos e terá preço competitivo com os ônibus intermunicipais, além de oferecer atrativos para maior conforto dos passageiros. A previsão é que pelo menos 60 mil passageiros por dia utilizarão o TIC São Paulo-Campinas, para uma população que beira os 27 milhões de pessoas considerando as regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas, além do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ), que em breve se tornará a Região Metropolitana de Jundiaí.

Estarão presentes na audiência o gestor de planejamento urbano e meio ambiente, Sinésio Scarabello Filho, e o gestor de mobilidade urbana e transportes de Jundiaí, Aloysio Alberto de Queiroz Junior.

"Entendo que a implantação do Trem Intercidades é muito importante para nossa região, sendo um meio de transporte que deve contribuir para retirar carros das rodovias e melhorar a mobilidade. Pessoas que moram em Jundiaí e em outras cidades da região e que trabalham em São Paulo terão uma opção a mais de transporte. Além disso, há outro motivo importante envolvendo esse investimento: resgatar a importância da ferrovia como meio de transporte no nosso país e também para a recuperação do patrimônio ferroviário", afirma Sinésio.

Entre as obrigações contratuais da futura operadora do das obras do TIC e da Linha 7 estão a construção de 150 km de novas vias energizadas e sinalizadas, revitalização e reconstrução de outros 50 km para a via de carga entre Campinas e Jundiaí, construção de novas estações (Lapa e Água Branca), reconstrução das antigas estações de Vinhedo e Valinhos além de reforma de Louveira, Jundiaí e Barra Funda, neste caso para adequá-la a receber o TIC.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, informou nesta semana que deve lançar a licitação do Trem Intercidades, junto com a concessão da Linha 7-Rubi da CPTM e o trem parador até Campinas, no primeiro semestre de 2022.

A audiência pública será realizada em plataforma virtual e todas as informações estão disponíveis no site www.stm.sp.gov.br pelo dataroom http://sis.cptm.sp.gov.br/DataRoom/


Notícias relevantes: