Política

PM pede pacto entre grupos


Apoiadores de Jair Bolsonaro (sem partido) organizam um ato pelo voto impresso, pela liberdade e contra o STF (Supremo Tribunal Federal), em meio a outras pautas golpistas, na avenida Paulista durante a tarde, com a esperada presença do presidente.

Já a campanha Fora Bolsonaro, fórum que reúne grupos e partidos majoritariamente de esquerda, protestará contra o presidente na mesma data, também durante a tarde, no vale do Anhangabaú.

Cada um dos lados teve reunião, nesta terça-feira (31), com a Polícia Militar para tratar da organização de suas mobilizações. Após o fim da reunião da direita e antes da reunião da esquerda, Prates resolveu promover em sua sala o que chamou de pacto, com membros de ambos os lados em um encontro informal que durou dez minutos.

"Chamei todos aqui para que, juntos, nós entendamos que nós não devemos promover a insegurança na cidade. A responsabilidade disso é de todos nós. [...] Que nós olhássemos olho no olho, um de cada um, e nos comprometêssemos de que não haja nenhum problema", afirmou o coronel da PM Prates, responsável pelo policiamento na região central de São Paulo.

Em sua pequena sala, na sede do Comando de Policiamento de Área Metropolitano 1, cerca de 15 organizadores do atos do 7 de Setembro, de esquerda e de direita, ouviam o discurso em um clima misto de desconfiança e aceitação.

(Das agências)


Notícias relevantes: