Política

Temer abriu mão de energia solar


EM 2016, o Ministério de Minas e Energia (MME) do governo do então presidente Michel Temer decidiu cancelar um leilão de energia que poderia ter criado cerca de 1,2 mil usinas solares e eólicas. Pelo plano, o leilão de energia de reserva reforçaria o fornecimento no Brasil por 20 anos a partir de julho de 2019. Ou seja, neste ano o país já poderia contar ao menos com parte dessas energias.


Notícias relevantes: