Política

Tasso Jereissati desiste das prévias para apoiar Eduardo Leite


Divulgação
Tasso Jereissati declara apoio a Eduardo Leite nas prévias do PSDB
Crédito: Divulgação

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) anunciou, na tarde desta terça-feira (28), a desistência das prévias do PSDB e apoio ao governador do RS Eduardo Leite, para a Presidência da República nas eleições do próximo ano.

"O governador do Rio Grande do Sul tem todas as qualidades que um homem público tem para nos representar neste momento. Esse cara pensa igual a mim. Temos uma afinidade também de postura ética, de compromisso com a democracia. Por essa razão, estou aqui hoje dizendo que não sou candidato nas prévias, mas isso não quer dizer que eu não estou na luta", destacou Jereissati.

"Obrigado, senador Tasso, pelo movimento generoso, que me enche de responsabilidade neste processo das prévias do PSDB", respondeu Eduardo Leite. "O Brasil precisa de uma terceira via, de um caminho alternativo. Esse movimento que o senador Tasso Jereissati faz é a demonstração dessa conciliação", acrescentou, ao fim de sua fala.

Segundo o senador, a união é necessária para o momento político no Brasil. "Seria não somente uma conclusão pragmática minha, mas quase uma obrigação fazer com que nos juntássemos, dÊssemos as mãos e buscássemos, dentro do partido, uma união", completa Tasso.

Já Eduardo Leite recordou o apoio que o senador havia dado, anteriormente, para a sua candidatura ao governo do RS. "Quando eu ousei me apresentar candidato a governador do Rio Grande do Sul, foi do senador Tasso que eu encontrei o primeiro apoio. Querido amigo, senador referência para mim na vida pública", pontuou o governador do RS.

Tasso disse ainda que, nesta quarta-feira (29), fará uma visita ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. De acordo com ele, FHC está "no mínimo torcendo pela nossa caminhada". O ex-presidente havia declarado apoio a João Dória.

O governador do RS salientou ainda que o apoio do senador fortalece o objetivo de seguir na disputa pela vaga do partido para o pleito de 2022.

(Das agências)


Notícias relevantes: