Política

Câmara aprova inclusão de surdos e assistência a mulheres


Divulgação
Câmara de Jundiaí realiza sessão na quarta-feira (13) por conta do feriado
Crédito: Divulgação

Em sessão ordinária realizada na manhã de quarta-feira (13) por conta do feriado de Nossa Senhora Aparecida na terça (12), a Câmara de Jundiaí aprovou, por unanimidade, o projeto de lei do vereador Daniel Lemos (DEM), que prevê a obrigatoriedade de disponibilização, pelas centrais de atendimento telefônico e congêneres, de atendimento por videochamada em Libras para pessoas surdas.

"Este projeto de lei visa assegurar aos deficientes auditivos autonomia na resolução das suas demandas, e, consequentemente, a ampliação do mercado de trabalho, diante da necessidade da mão de obra qualificada em Língua Brasileira de Sinais. Visamos garantir às pessoas surdas o direito de receber e difundir informações, ideias e resoluções de demanda em condições análogas às das demais pessoas", justifica o parlamentar.

Também foi votado e aprovado o texto que institui a Campanha de Atenção à Saúde da Mulher no Climatério (Menopausa). De autoria da vereadora Quézia de Lucca (PL), a proposta visa conscientizar sobre a importância dos exames considerados obrigatórios, como as dosagens do colesterol total e suas frações HDL e LDL, dos triglicerídeos e da glicemia. E também de exames como mamografia, ultrassonografia pélvica e transvaginal com dopplerfluxometria, densidade óssea, bem como a colposcopia e citologia oncológica quando solicitados pelo médico da paciente.

A proposta foi bastante elogiada pelos vereadores presentes, e também recebeu 16 votos favoráveis e nenhum contrário.

"A intenção do projeto é cuidar das mulheres nesta fase tão delicada da vida, que é a menopausa, e vamos trabalhar essa campanha para atender as mulheres que passam por essa fase, mostrando que é algo comum e que as mulheres podem continuar a viver suas vidas normalmente como sempre fizeram", relata a autora do texto.

(Angelo Santi)


Notícias relevantes: