Política

Apoio a Bolsonaro é discutido


O primeiro debate entre pré-candidatos do PSDB à Presidência, realizado ontem (19), teve como tema mais frequente o apoio (ou não) dos tucanos a Jair Bolsonaro (sem partido) em 2018. Entre cutucadas e acusações diretas, os tucanos competiram para mostrar quem menos se alinha ao atual presidente.

No encontro, em que era esperada tensão entre os governadores Eduardo Leite (RS) e João Doria (SP), quem criou os principais momentos de fricção e de alívio cômico foi o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio (AM), em especial com o colega gaúcho.

Em duas horas de debate, realizado pelos jornais O Globo e Valor Econômico, no Rio, o principal assunto acabou sendo os antigos apoios de Doria e Leite a Bolsonaro nas eleições de 2018 e o atual alinhamento de parte do PSDB ao governo federal. O assunto foi introduzido inicialmente por Virgílio.

Em sua primeira pergunta a Leite, perguntou se ele avalia que teria ganhado a eleição para o Palácio do Piratini em 2018 se não tivesse declarado voto em Bolsonaro, concluindo a pergunta com uma crítica: "Você deveria ter desprezado!".

Doria esperou, mas respondeu, também indiretamente, como tem feito. Se não há como negar o antigo entusiasmo com o BolsoDoria, o governador tem lembrado que a bancada paulista do PSDB votou contra o governo federal nos projetos mais polêmicos.

 (Das agências)


Notícias relevantes: