Política

Correios ficarão 'só com o osso'


O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse ontem (20) que, caso não ocorra a privatização dos Correios, a tendência é que outras empresas "abocanhem" o filé dos serviços de logística, que é a entrega de encomendas, deixando para a estatal "apenas o osso" de seus serviços, a entrega de correspondências.

Segundo o ministro, essa tendência já vem sendo percebida e foi reforçada durante os períodos em que os servidores dos Correios fizeram paralisações, o que levou empresas a buscarem alternativas para a entrega de encomendas. "Quando a greve acaba, essas empresas não voltam para os Correios", disse. O projeto de privatização dos Correios já foi aprovado na Câmara, mas está parado no Senado. (FP)


Notícias relevantes: