Política

Sem PEC, auxílio será de R$ 220


O novo secretário especial de Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Esteves Colnago, admitiu que a equipe econômica não trabalha com um plano B para o Auxílio Brasil de R$ 400. Segundo ele, sem a aprovação da PEC dos Precatórios, o valor atual do benefício deve ser corrigido apenas pela inflação. "O Ministério da Economia não trabalha com outro plano que não seja aprovação da PEC", reforçou.


Notícias relevantes: