Política

PEC dos Precatórios é o Plano A


A PEC (proposta de emenda à Constituição) que cria um teto para pagamento de precatórios (dívidas judiciais reconhecidas) é o plano A para ampliar o novo Bolsa Família, afirmou nesta sexta-feira (5) o presidente da Câmara, Arthur Lira.

Em entrevista, o deputado negou que a proposta tenha qualquer previsão de aumento de emendas parlamentares, e também afirmou ser "vil" especulação de que houve liberação de recursos para assegurar o voto favorável ao texto.

O texto-base da PEC foi aprovado em primeiro turno na madrugada de quinta-feira (5) por 312 votos a 144. Foram somente quatro votos acima do mínimo necessário para aprovar uma PEC. Os deputados ainda precisam analisar propostas de modificação ao texto, que, a seguir, passa por um segundo turno de votação. Depois dessa fase, a proposta segue para o Senado, onde precisa do apoio mínimo de 49 senadores e também passa por dois turnos.

Lira foi questionado se havia plano B em caso de fracasso da PEC. Depois da votação, aumentou a pressão da oposição para tentar reverter votos do PDT e do PSB favoráveis ao texto.

"Nós estamos no plano A. Nós não perdemos o primeiro turno, nós ganhamos o primeiro turno. Nós vamos ganhar o segundo turno com a ajuda de todos os partidos que votaram. Eu não acredito em mudanças radicais porque não houve falta de conhecimento de texto, pelo contrário", disse Lira. (FP)


Notícias relevantes: