Política

Crivella, o ignorado


A notícia de que a Igreja Universal levou US$ 120 milhões ilegalmente de Angola para a África do Sul ajuda a compreender a tentativa do governo de converter em embaixador do Brasil em Pretória o bispo Marcelo Crivella, ex-prefeito do Rio e sobrinho de Edir Macedo. Em outubro, Bolsonaro rogou ao presidente para que a indicação fosse aceita. Sua súplica foi ignorada. Crivella está ao relento há quatro meses.


Notícias relevantes: