Política

Tucano Eduardo Leite se encontra com Sergio Moro, do Podemos


DIVULGAÇÃO
O candidato Sergio Moro (Podemos) foi ao encontro de Eduardo Leite (PSDB), no Rio Grande do Sul
Crédito: DIVULGAÇÃO

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), se encontrou neste sábado (4) com o ex-juiz e presidenciável Sergio Moro (Podemos). A reunião acontece uma semana depois de Leite perder para o governador de São Paulo, João Doria, as prévias do PSDB que escolheram seu pré-candidato à Presidência da República em 2022.

Moro se filiou recentemente ao Podemos a fim de se cacifar como "terceira via" na disputa presidencial hoje polarizada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), de quem é ex-ministro, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Moro foi ao encontro de Leite no Palácio Piratini, em Porto Alegre, acompanhado da presidente nacional do Podemos, a deputada federal Renata Abreu (SP).

De acordo com nota divulgada pelo partido, os dois "falaram sobre os desafios da construção de um Brasil justo para todos, por meio do combate às desigualdades sociais e da recuperação da economia, com a geração de emprego e renda para os brasileiros".

Nas redes sociais, Moro e Leite compartilharam fotos do encontro. O ex-juiz e ex-ministro da Justiça de Bolsonaro falou em "criar pontes" contra a "corrupção" e o "autoritarismo".

Já o governador gaúcho agradeceu a visita e defendeu o encontro como "construção de convergências políticas".

No dia 29 de novembro, Doria também afirmou que deverá se encontrará com Moro nos próximos dias. O paulista, que deve voltar de viagem aos Estados Unidos neste sábado, não descarta uma chapa com o ex-juiz na eleição do ano que vem.

Ao perder as prévias para Doria, Leite parabenizou o paulista. "João, o nosso PSDB, nosso partido, confiou a ti a liderança desse projeto. Desejo a ti toda sorte e força para que possamos dar dias melhores aos brasileiros", afirmou.

O episódio, entretanto, deixou o PSDB com sérios rachas internos. O próprio ex-governador Geraldo Alckmin deve anunciar esta semana a saída do partido e é cortejado tanto para ser vice numa virtual chapa com o ex-presidente Lula quanto para ter uma candidatura ao governo do estado de São Paulo. (FP)


Notícias relevantes: