Política

Jundiaí tem 24 mil eleitores a mais desde pleito de 2018


 DANIEL TEGON POLLI
No dia 4 de maio, cartórios fizeram mutirão para regularização de títulos
Crédito: DANIEL TEGON POLLI

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e das três Zonas Eleitorais de Jundiaí, o município ganhou mais de 24 mil eleitores, desde o último pleito presidencial, em 2018. A próxima eleição, em outubro deste ano, terá também participação de cerca de 3 mil eleitores menores de idade. Esta faixa etária foi alvo de diversas campanhas até o início de maio, durante o período em que era possível regularizar ou tirar um novo título e representa quase 1% do eleitorado na cidade.

Em novembro de 2018, depois da última eleição presidencial, Jundiaí tinha pouco mais de 308 mil eleitores. Em 2022, até abril, tinha quase 326 mil, segundo dados do TSE. Só em maio, porém, o município ganhou 6.137 eleitores entre o dia 1º e 18, de acordo com as três Zonas Eleitorais da cidade. Deste modo, totaliza 332 mil eleitores.

Na 65ª ZE, foram 2.698 eleitores a mais nos primeiros 18 dias deste mês. No total, a zona tem 90.983 eleitores em Jundiaí. Na 281ª ZE, foram 2.065 eleitores a mais em maio, em um total de 158.536 na zona. Já na 424ª, foram 1.374 eleitores a mais neste mês, do total de 82.487.

ACRÉSCIMO

Em relação à última eleição, de abrangência regional, em 2020, Jundiaí ganhou 17.131 eleitores entre o fim do pleito e o meio de maio deste ano. Tinha quase 315 mil e passou para 332 mil. Ou seja, o crescimento do eleitorado foi mais intenso nos último dois anos. Até a eleição, porém, a quantidade de eleitores ainda pode aumentar. Entre 2014 e 2018, o município ganhou mais de 32 mil eleitores.

Para este ano, o cenário até o momento indica que, além do 1% com menos de 18 anos, cerca de 10% dos eleitores têm mais de 70 anos e, embora o voto não seja obrigatório para essas faixas etárias, é permitido e pode ter impacto no resultado. E enquanto os homens representam 47% do eleitorado na cidade, as mulheres são maioria com 53%.

NACIONAL

Em todo o Brasil, dados do TSE apontam que já há cerca de 150 milhões de eleitores aptos. Desde a eleição de 2018 até abril deste ano, a quantidade de eleitores aumentou 1,8%, ou 2,6 milhões. Já com relação à eleição de 2020, o eleitorado teve redução de quase 700 mil pessoas aptas a votar, indo de 150,5 milhões de novembro de 2020 para 149,8 milhões em abril deste ano.

Do total de eleitores neste ano até abril, a quantidade de menores de idade, assim como em Jundiaí, também representa 1% do total. De janeiro a abril, o país ganhou 2.042.817 novos eleitores na faixa etária de 16 a 18 anos. 74% dos que vão votar pela primeira vez tiraram o título em março ou abril. Já a porcentagem com mais de 70 anos é menor que 10%. A distribuição entre sexos é a mesma da observada em Jundiaí.

(Nathália Sousa)


Notícias relevantes: