Política

PF discute segurança de candidatos


A Polícia Federal (PF) se reúne hoje (31) com representantes de partidos políticos para apresentar um plano de segurança para os candidatos à presidência da República. O encontro será na sede da corporação, em Brasília.

A ideia da PF é antecipar o planejamento de ações em razão do risco de eventual polarização nas eleições e do curto prazo entre a oficialização das candidaturas (5 de agosto) e o início da campanha (16 de agosto).

Há a estimativa de que serão deslocados cerca de 30 agentes para cada candidato, número que pode ser reduzido de acordo com o risco avaliado pela corporação. Em nota, a PF diz que o objetivo é realizar um "alinhamento estratégico" com as legendas e apresentar o planejamento conduzido na Operação Policial de Proteção aos Presidenciáveis, instaurada no início deste ano.

A preocupação com a segurança dos candidatos neste ano é reflexo de diversos episódios que marcaram a campanha de 2018, o mais emblemático sendo o atentado ao então candidato Jair Bolsonaro, em Juiz de Fora (MG). Bolsonaro foi esfaqueado por Adélio Bispo e correu risco de morte.

(FP)


Notícias relevantes: