Política

Bolsonaro volta a atacar STF


O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a fazer ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e a seus ministros, além de sugerir que pode descumprir decisões da corte, durante discurso em almoço com empresários na Associação Comercial do Rio de Janeiro.

Suas falas foram aplaudidas por alguns dos presentes no evento de ontem (8), que também riram de piadas ofensivas de Bolsonaro, que deve tentar a reeleição, contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também pré-candidato à Presidência. Ele chamou o adversário de "nove dedos" e disse que Lula tentaria resolver os problemas do país na base da "pinga".

Assim como no dia anterior, Bolsonaro afirmou que o ministro Edson Fachin (STF) é marxista-leninista e que foi advogado do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), sendo mais uma vez aplaudido pelos empresários.

A imprensa não teve acesso ao evento e foi colocada em uma sala separada com uma televisão, para assistir ao discurso. Não foi possível identificar os empresários que apoiaram as falas do presidente.

(FP)


Notícias relevantes: