Política

Confira os destaques do Pela Ordem desta quarta-feira (27)


Pré-candidatos em reunião na Ocesp
Os pré-candidatos Fred Machado e Faouaz Taha, do PSDB, encontram-se em São Paulo, ontem (26), com o presidente da Organização das Cooperativas do Estado de São Paulo (Ocesp), Edivaldo Del Grande. “Ao abrirmos esse canal de diálogo com o Edivaldo, nosso objetivo é tentar compreender melhor e contribuir com esse setor”, declara Fred. O vereador Kachan Jr. (DEM) também esteve na reunião.

Sâmia Bonfim em Jundiaí
A deputada federal Sâmara Bonfim (PSOL) cumpre agenda em Jundiaí nesta sexta-feira (29). Ela participa do lançamento da pré-candidatura coletiva Juntas, formada por oito mulheres: Cintia Vanessa, Rosana Congilio, Lu Cunha, Carolina Duarte de Oliveira Lopes, Juliana Oliveira, Paloma Soares, Josy Oliveira e Aiuna Mota Pinheiro. O evento será realizado no Clube 28 de Setembro, a partir das 19h.

Subsecretário faz vistoria em Cabreúva
O subsecretário de Assuntos Metropolitanos, Fernando Fernandes, estará hoje (27), às 14h, em Cabreúva. Na cidade da Região Metropolitana de Jundiaí (RMJ), Fernandes realiza vistoria em obras de pavimentação em vias de terra e também a obra da unidade da Casa da Juventude que está sendo construída na cidade. Pela manhã, o subsecretário inaugura, em Caieiras, obras de recapeamento asfáltico de diversas vias do município.

Juiz rejeita pedido de Sérgio Moro
O juízo da Quinta Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo indeferiu um pedido do ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) para trancar um inquérito policial que investiga ele e sua esposa, Rosangela Moro, por fraude na transferência de domicílio eleitoral. A solicitação foi apresentada por Moro no âmbito de uma notícia-crime feita pela empresária Roberta Luchsinger, pré-candidata a deputada pelo PT. Na decisão, o juiz Dimitrios Zarvos Varellis aponta “insuficiência de elementos mínimos” para fundamentar o pedido de Moro.

PL investe pesado em vídeos no YouTube
O PL fez seu primeiro investimento pesado para promover o presidente Jair Bolsonaro em vídeos no YouTube. Em dois dias, gastou R$ 741,5 mil. Os pequenos vídeos são trechos do clipe “Capitão do Povo”, jingle sertanejo da dupla Mateus e Cristiano.

Homem que ameaçou STF continua preso
O ministro Alexandre de Moraes, do STF, prorrogou ontem (26) a prisão temporária de Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, que defendeu em redes sociais ataques a políticos de esquerda, como o ex-presidente Lula (PT), e a ministros da corte suprema.

Flávio Bolsonaro: ‘Não fiz nada criminoso’
O senador Flávio Bolsonaro (PL) afirmou que não fez “nada criminoso” ao comentar as investigações sobre suspeitas da prática de rachadinhas na época em que era deputado pelo Rio de Janeiro. O caso, que estava sendo apurado pelo Ministério Público foi arquivado em maio por determinação Tribunal de Justiça do Rio, mas pode ser retomado pelo MP. Em entrevista a um canal no YouTube, ele disse que foi feita uma “devassa” nas contas dele e dos ex-funcionários de seu gabinete, e classificou as investigações como uma “exposição desnecessária”.

Tasso abre mão da vaga de vice de Tebet
O senador Tasso Jereissati (PSDB) decidiu que não será candidato a vice na chapa presidencial de Simone Tebet (MDB-MS). Segundo apurou o Estadão, um aliado disse que o Cidadania deverá ter o papel de completar a chapa do MDB. Uma das cotadas é a senadora Eliziane Gama.

Armamentistas têm 57 pré-candidatos
Colecionadores de armas, atiradores e caçadores, conhecidos como CACs, se articulam para formar uma bancada no Congresso. Este ano, em todo o País, há 57 pré-candidaturas a deputado estadual e federal, senador e governador de nomes ligados à Associação Proarmas, a mais representativa da classe. Nos planos também está a criação de um partido político.


Notícias relevantes: