Política

PELA ORDEM


Vereador cobra gestor de Transporte

O vereador Madson Henrique (PL) aproveitou a sessão ordinária de ontem (2) para fazer um desabafo e cobrar providências do gestor de Mobilidade e Transporte, Aloysio Alberto de Queiroz Junior. Segundo ele, há alguns meses ele andou em todos os terminais da cidade e entregou um ofício ao gestor, em 7 de abril, apontando alguns problemas nos terminais, como portões quebrados, falta de bebedouros, entre outros. "Já faz quase quatro meses e até agora nenhuma melhoria foi feita", disse.

Geninho indicado para vice de Garcia

O União Brasil indicou o deputado federal Geninho Zuliani para ocupar o posto de vice na chapa do governador Rodrigo Garcia (PSDB), que buscará a reeleição. O partido disputa com o MDB o direito de apontar o vice da chapa. Ricardo Nunes (MDB), prefeito de São Paulo, indicou o ex-secretário de Saúde Edson Aparecido para o posto. Outros nomes que constavam da lista do União Brasil eram Henrique Meirelles, o médico Cláudio Lottenberg e o deputado federal Alexandre Leite.

Convenções: prazo termina sexta

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, e os partidos têm até esta sexta-feira (5 de agosto) para realizar suas convenções. Depois, terão até 15 de agosto para o registro de todos os seus candidatos na disputa.

São 12 candidatos à Presidência até agora

Declarados: André Janones (Avante), Ciro Gomes (PDT), Eymael (DC), Felipe D'Avila (Novo), Bolsonaro (PL), Leonardo Péricles (Unidade Popular), Lula (PT), Pablo Marçal (Pros), Roberto Jefferson (PTB), Simone Tebet (MDB), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU).

Arthur Lira barra manobra do governo

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), barrou ontem (2) iniciativa do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) para acelerar a tramitação de um projeto lei que abre brecha para enquadrar manifestações políticas como terrorismo. O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), apresentou um requerimento pedindo para o PL 732/2022, que altera a Lei Antiterrorismo, ser analisado junto com o PL 5365/2022, que estabelece penalidades para o chamado "novo cangaço" e cuja urgência foi aprovada na segunda-feira (1º).

Bolsonaro ataca quem assinou carta

O presidente Jair Bolsonaro (PL) chamou de "cara de pau" e "sem caráter" quem assinou o manifesto pró-democracia organizado pela USP e que será lido no próximo dia 11. Até ontem, eram mais de 661 mil signatários na Carta em defesa do Estado Democrático de Direito.

TSE restringe transparência

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) restringiu nas eleições deste ano a divulgação de informações sobre os bens dos candidatos, com base na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A divulgação dos bens dos candidatos tem, entre outros objetivos, permitir aos eleitores acompanhar e eventualmente identificar evoluções patrimoniais suspeitas ou conflitos de interesse.


Notícias relevantes: