Política

Além de ONG, candidatos serão sabatinados por segmento LGBT

2014-07-20_20-26-40_1
Crédito: Reprodução/Internet

Entidades de Jundiaí preparam sabatinas para os diversos candidatos da cidade que disputam cadeiras na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional nas eleições deste ano. Devido ao grande número de candidatos representando Jundiaí - dez confirmados até o momento -, a ONG Voto Consciente pretende gravar pequenos vídeos e postá-los nas redes sociais. Já a comunidade LGBT quer ouvir as propostas e opiniões dos candidatos sobre questões como o casamento gay e a criminalização da homofobia.

“Sabemos que os candidatos têm compromissos com os mais diversos segmentos, mas queremos entender o que pensam e como irão trabalhar para garantir os direitos da comunidade LGBT”, explica Rose Gouvea, ativista e representante da comissão organizadora da 9ª Parada Gay de Jundiaí e da 1ª Semana da Diversidade.

Para tanto, Rose e cerca de dez outros organizadores do evento planejam os questionamentos e estudam, junto à Prefeitura de Jundiaí, um local público que possa ser utilizado para as sabatinas. “Nossa intenção é proporcionar o encontro com os candidatos na primeira quinzena de setembro, justamente quando iremos comemorar a Semana da Diversidade”, explica.

Rodrigo Pereira, um dos organizadores do evento, já pleiteou um espaço público que comporte diversas pessoas. “Queremos a participação social durante as sabatinas, pois sabemos que muitos tabus devem ser quebrados”, revela.

Ficha pública - Com um trabalho de estímulo ao exercício da cidadania reconhecido por diversos setores, a ONG Voto Consciente pretende utilizar o resultado dos questionamentos que serão feitos aos candidatos, durante o mês de agosto, para compor a ficha pública de cada um deles. De acordo com Alberto Urbinatti, coordenador da entidade, a ideia é divulgar o que pensam os candidatos, sobre os mais variados temas.

“Pretendemos reunir informações de maneira igualitária sobre os candidatos e oferecer ao eleitor, que baseado nas opiniões e informações, terá embasamento para fazer sua decisão no momento de votar”, diz Alberto.


Notícias relevantes: