Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Audiência para discutir a LDO e mais no Pela Ordem

Angelo Augusto Santi | 29/05/2020 | 07:18

Audiência para discutir a LDO 

O gestor de governo e finanças da Prefeitura de Jundíaí, José Antonio Parimoschi, esteve ontem (28) na Câmara de Jundiaí em audiência para discutir a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano que vem. “Temos um cenário de preocupação e a previsão é de retração no PIB. Não podemos deixar que parem os investimentos, que são a principal fonte de empregos, e devemos proteger a renda da pessoas”, comentou o gestor.

Queda na arredadação 

Durante a audiência, o vereador Marcelo Gastaldo (PTB), presidente da Comissão de Finanças da Câmara de Jundiaí, afirmou que a pandemia do novo coronavírus trará uma queda na casa dos R$ 240 milhões na arrecadação no município durante este ano, Cerca de R$ 46 milhões serão compensados pelo Governo Federal.

Plano municipal de emprego e renda

A criação de um plano voltado à geração de empregos, renda e formação profissional no município foi a proposta feita pelo vereador Edicarlos Vieira para o enfrentamento da crise do novo coronavírus, nesta quinta (28), durante audiência pública da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). “É preciso ampliar a rede de proteção às famílias”, disse o vereador. O gestor José Antônio Parimoschi apoiou a ideia.

Aras mantém pedido de suspensão 

O procurador-geral da República, Augusto Aras, disse ontem (28) que não mudou de opinião sobre o inquérito das fake news ao propor ao ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), que o suspenda. Em nota, Aras sustentou que sua manifestação no caso, apresentada na quarta (27), é coerente com as anteriores e visa preservar a licitude das provas colhidas na investigação.

“Ordens absurdas não se cumprem” 

Um dia após uma operação policial ordenada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) ter atingido empresários, políticos e ativistas bolsonaristas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou a investigação e disparou queixas contra a corte. “Querem tirar a mídia que eu tenho a meu favor sob o argumento mentiroso de fake news. Ordens absurdas não se cumprem, temos que botar limites”, afirmou.

Alcolumbre tenta pacificar situação 

Afirmando temer o que chamou de “crise sem precedentes”, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), foi ao Palácio do Planalto ontem (28) em uma tentativa de pacificar a relação entre o presidente Jair Bolsonaro e o STF. O clima, segundo relatos, era de tensão. Bolsonaro já havia demonstrado sua irritação mais cedo, pela manhã, quando o presidente da República disse a jornalistas que “ordens absurdas não se cumprem”.


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/politica/audiencia-para-discutir-a-ldo-e-mais-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN