Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

‘Basta um soldado e um cabo para fechar STF’, disse filho de Bolsonaro em vídeo; candidato nega possibilidade

FOLHAPRESS | 21/10/2018 | 15:56

Vídeo replicado nas redes sociais e no WhatsApp mostra Eduardo Bolsonaro, deputado federal eleito por São Paulo, dizendo que para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) basta um soldado e um cabo. “Se quiser fechar o STF você não manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo, sem querer desmerecer o soldado e o cabo”, afirmou.

O vídeo foi gravado no dia 9 de julho, em um cursinho de Cascavel, no Paraná. Eduardo Bolsonaro dava uma palestra para concurseiros que desejam ingressar na Polícia Federal. O vídeo da palestra foi compartilhado no canal do cursinho e teve mais de 100 mil visualizações. A declaração foi uma resposta a um enfermeiro que perguntou ao deputado o que poderia ocorrer caso a candidatura de Jair Bolsonaro fosse impugnada pelo STF.

Eduardo Bolsonaro, citando embate de mandados ocorrido no dia anterior (8 de julho) que mandavam soltar o ex-presidente Lula, falou que os ministros do STF não tinham a firmeza para seguir em frente com uma possível impugnação de candidatura. “O STF vai ter que pagar pra ver. E se pagar para ver, vai ser ele contra nós […] Será que eles vão ter essa força mesmo?”, disse.

‘Se alguém falou em fechar o STF precisa consultar um psiquiatra’, diz Bolsonaro

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) negou a jornalistas na tarde deste domingo (20) que exista a possibilidade de o STF (Supremo Tribunal Federal) ser fechado. Veicula nas redes sociais um vídeo em que seu filho, Eduardo Bolsonaro, afirma que o Supremo poderia ser fechado por militares caso a candidatura de seu pai fosse barrada. “Se alguém falou em fechar o STF, precisa consultar um psiquiatra”, disse Jair Bolsonaro.

O candidato do PSL afirmou que desconhece o vídeo e que duvida que Eduardo tenha feito a afirmação. “Alguém tirou de contexto”.
Bolsonaro grava vídeos de campanha neste domingo com membros da CBDS (Confederação Brasileira de Desportos de Surdos). O encontro ocorre no Jardim Botânico, zona sul do Rio, na casa de Paulo Marinho, suplente de seu filho Flávio Bolsonaro, eleito senador.

A campanha de Fernando Haddad (PT) chegou a veicular a informação de que Bolsonaro teria votado contra o Estatuto da Pessoa com Deficiência. O candidato do PSL votou contra um inciso da lei. Bolsonaro esteve acompanhado de sua mulher, Michelle, intérprete de libras. O candidato do PSL assinou um termo de compromisso para defender os membros da comunidade surda.

jair bolsonaro


Link original: https://www.jj.com.br/politica/basta-um-soldado-e-um-cabo-para-fechar-stf-disse-filho-de-bolsonaro-em-video-candidato-nega-possibilidade/
Desenvolvido por CIJUN