Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Bolsonaro cita 10 milhões de desempregados e mais no Pela Ordem

Angelo Augusto Santi | 09/05/2020 | 07:15

Bolsonaro cita 10 mi de desempregados

O presidente Jair Bolsonaro citou ontem (8) uma estimativa de 10 milhões de empregos formais perdidos durante a pandemia. O número, se correto, representaria quase um terço dos 33 milhões de empregos formais existentes até março e aumentaria, em 77%, o número total de desempregados no país.”Trinta e oito milhões de informais e autônomos perderam a renda ou tiveram essa renda substancialmente reduzida”, completou.

Pressão é “quase criminosa” 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na quinta-feira (7), em entrevista, que entende a preocupação com a retomada das atividades econômicas, mas que a pressão com esse objetivo neste momento é um ato “quase criminoso”. “Essa pressão pode gerar um aumento ainda maior do número de mortes no Brasil.”

Bolsonaro diz que fará churrasco 

O presidente Jair Bolsonaro disse que manterá os planos de fazer um churrasco no Palácio da Alvorada neste sábado (9). A princípio, foi dito que estariam presentes 30 pessoas, caso aconteça, e, na manhã de ontem (8), o presidente ironizou as perguntas a respeito e disse que chamou 1,3 mil pessoas para a confraternização. “Todo mundo que que estiver amanhã aqui… Se tiver mil, a gente bota para dentro.”

Ministros e delegados depõem 

Três ministros do governo, seis delegados e uma deputada federal serão ouvidos na próxima semana pela Polícia Federal em depoimentos relacionados ao inquérito que apura suposta tentativa de interferência do presidente Jair Bolsonaro em investigações da PF, acusação feita pelo ex-ministro Sérgio Moro. Alexandre Ramagem, indicado por Bolsonaro para diretor-geral da PF, é um dos que serão ouvidos.

“Grande consciência institucional”

O novo diretor-geral da Polícia Federal, delegado Rolando Alexandre de Souza, enviou carta aos servidores da instituição em que afirma que a PF “é um corpo único e com grande consciência constitucional” e que “o maior patrimônio da Polícia Federal é seu capital humano”. O delegado foi indicado por Bolsonaro depois que o ministro do STF Alexandre de Moraes suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem.

PT pede lockdown na Justiça 

O PT entrou ontem (8) com um pedido na Justiça para que seja instituído o “lockdown” (bloqueio total) na cidade de São Paulo e em municípios da região metropolitana. Segundo argumentam os signatários do pedido de medida cautelar – o vereador Antonio Donato, os índices de contaminação pelo novo coronavírus na cidade continuam aumentando mesmo com as medidas restritivas impostas pela prefeitura.


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/politica/bolsonaro-cita-10-milhoes-de-desempregados-e-mais-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN