Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Bolsonaro: “Guedes tem que ir à praia se for reforma de japonês”

FOLHAPRESS | 24/05/2019 | 20:05

Em sua primeira visita ao Nordeste como presidente da República, Jair Bolsonaro declarou que o Brasil não precisará mais de ministro da Economia, cargo atualmente ocupado pelo economista Paulo Guedes, se a reforma da Previdência não for aprovada como o governo deseja.

“Se for uma reforma de japonês, ele vai embora. Lá (no Japão), tudo é miniatura”, declarou o presidente, na tarde desta sexta-feira (24), em Petrolina, sertão de Pernambuco. Bolsonaro usou um tom alarmista. Disse que o Brasil entraria num caos econômico caso as mudanças não sejam realizadas.

“Se não tiver reforma, ele (Paulo Guedes) tem que ir para a praia. Não precisa mais de ministro da Economia. Vai fazer o que em Brasília?”, questionou. A declaração veio após Guedes afirmar à revista Veja que deixará o governo se a proposta de mudança enviada ao Congresso virar uma “reforminha”.

Mais cedo, no Recife, o presidente havia feito um “apelo” aos governadores nordestinos pela Previdência. “Nós temos um desafio pela frente, e não é meu, é também dos senhores, governadores e prefeitos, independente da questão partidária, é a reforma da Previdência, sem a qual não podemos sonhar em botar em prática parte do que nós estamos acertando aqui nesse momento”, disse.

Questionado sobre derrotas do governo na Câmara dos Deputados, o presidente voltou a dizer, se referindo à transferência do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) para o ministério da Economia, que é melhor não mexer no texto da medida provisória que vai, agora, para o Senado. “É a mesma coisa que um quartel. Você muda um sargento de uma companhia para outra. Não é derrota. Se mexer, volta para a Câmara e pode caducar”, disse.

Ele mandou um recado para as pessoas que pretendem ir ao protesto marcado para o próximo domingo em apoio ao governo. “Tenho certeza de que ocorrerá tudo dentro da normalidade, sem qualquer agressão a instituições ou a pessoas em si. Pelo que estou vendo, a manifestação tem uma pauta para alavancar o Brasil para o futuro.”


Link original: https://www.jj.com.br/politica/bolsonaro-guedes-tem-que-ir-a-praia-se-for-reforma-de-japones/
Desenvolvido por CIJUN