Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Câmara aprova mês contra a violência e mais Pela Ordem

Angelo Augusto Santi | 04/03/2020 | 07:00

Durante o expediente da sessão ordinária da Câmara de Jundiaí, que aconteceu nesta terça-feira (3), foi aprovado o projeto de lei que institui e inclui no Calendário Municipal de Eventos o Agosto Lilás – Mês de Conscientização Pelo Fim da Violência Contra a Mulher. A nova lei é de autoria do vereador Cristiano Lopes (PSD) e teve 18 votos favoráveis. Um dos objetivos da campanha é reforçar e divulgar a Lei Maria da Penha.

Novo período regimental

Os vereadores também aprovaram ontem (3) a emenda à Lei Orgânica Municipal que redefine os períodos das sessões legislativas anuais. De acordo com o novo texto, as sessão acontecerão de 1º de fevereiro até a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), em julho, e de 1º de agosto até a votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), em dezembro.

Miguel Haddad defende o veto 52

O deputado federal Miguel Haddad (PSDB) se posicionou a favor do veto 52 do presidente Jair Bolsonaro sobre o orçamento impositivo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020. O veto parcial de Bolsonaro diz respeito ao controle de cerca de R$ 30 bilhões por parte do Congresso. “Por conta dos problemas que enfrentamos na economia e em relação ao desemprego, votarei a favor da manutenção do veto”, disse Miguel.

Jundiaí é cidade signatária da ONU

Jundiaí se tornou Cidade Signatária do Programa de Cidades do Pacto Global das Nações Unidas (ONU). O e-mail de aprovação e a carta de boas-vindas ao prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB) foram enviados na última sexta. O Pacto Global é um chamado para que as organizações e entidades do mundo se voluntariem em alinhar as suas estratégias e operações com os dez princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos.

Exposição de jornalistas

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos divulgou ontem (3) a reedição de uma cartilha do governo que orienta autoridades públicas a não exporem profissionais de imprensa. O material havia sido elaborado em 2018, pelo governo Michel Temer (MDB). O documento defende, por exemplo, que as autoridades públicas “têm a obrigação de condenar veementemente agressões contra jornalistas”.

Gleisi e Lindbergh estão namorando

A presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, e o ex-senador Lindbergh Farias (do mesmo partido) estão namorando. A informação foi divulgada pela colunista Mônica Bergamo, da Folha de s. Paulo. Os dois passaram o fim de semana juntos e estavam com familiares e amigos quando foram hostilizados em um hotel no Rio de Janeiro. Ambos reagiram e Gleisi denunciou o caso nas redes sociais.

 


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/politica/camara-aprova-mes-contra-a-violencia-e-mais-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN