Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Câmara aprova projeto que institui Banco de Alimentos

CARLOS SANTIAGO | 17/10/2018 | 06:05

Os vereadores jundiaienses aprovaram por unanimidade, na sessão ordinária desta terça-feira à noite, projeto de lei de autoria do Executivo que institui, no município, o “Programa de Doação de Alimentos” e o “Banco de Alimentos”. Cerca de 13 mil famílias (integrantes do Cadastro Único do município e que são atendidas nos seis Centros de Referência de Assistência Social, os CRAS) serão beneficiadas.

Antes da votação, Rosângela Moretti e Rosana Maria Merighi, representando o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Comsea), falaram sobre a importância do projeto em pauta. Elas traçaram um breve histórico das discussões sobre o tema no Brasil. Rosana comentou que a Lei Orgânica Nacional da Segurança Alimentar e Nutricional (a lei 11.346) foi criada em 2006 e destacou que a Política Nacional de Segurança Alimentar Nutricional foi instituída através de Decreto em 2010.

“É um direito do cidadão ter alimento saudável e em quantidade suficiente”, afirmou Rosana. Ela lembrou, em seguida, que entre os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs, metas globais estabelecidas pela ONU) devem ser cumpridos até 2030 resultando na erradicação da fome e no combate ao desperdício.

Rosângela Moretti informou que o Programa vai destinar alimentos que ainda estão próprios para consumo mas, por alguns motivos (manchas, partes amassadas ou cortadas, entre outros aspectos) não são comercializados. Os produtos que, hoje, são descartados nos aterros passarão a ser doados ao Banco de Alimentos, que vai operar em área cedida pela cozinha da Fumas.
Os alimentos serão higienizados, processados e embalados a vácuo. “Estamos começando timidamente, processando 500 quilos de alimentos por semana. Mas decidimos que deveríamos começar da forma que fosse possível”, destacou.

Depois de embaladas, as Cestas Verdes (como serão chamadas as embalagens, contendo hortaliças, frutas, verduras e legumes) serão entregues nos CRAS e, daí, seguirão para as famílias cadastradas que enfrentam situação de “insegurança alimentar”.
Estas famílias também passarão por oficinas de educação alimentar e nutricional, quando terão orientação sobre o valor nutricional e receberão, também, dicas sobre diversos tipos de preparo.

Denominação de ruas
Sete logradouros públicos de Jundiaí receberam novas denominações nesta terça-feira, após aprovação dos respectivos projetos. No Bairro Santo Antônio, ganharam denominação as ruas Araribá, Camboatá, Tapiá, Urucum, Guanandi e Cutieira.
Também foi denominada a praça Albertina Steck Lorençoni (no Parque Residencial Lorençoni).

Carlos Santiago

Carlos Santiago


Link original: https://www.jj.com.br/politica/camara-aprova-projeto-que-institui-banco-de-alimentos/
Desenvolvido por CIJUN