Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Câmara Federal vai ouvir Sérgio Moro; Confira outros destaques no Pela Ordem

ARIADNE GATTOLINI | 27/06/2019 | 06:00

LFM vai à Brasíla pedir investimentos: O prefeito Luiz Fernando Machado (PSDB) esteve ontem (26) em Brasília para tratar de investimentos. O chefe do Executivo se reuniu com lideranças para discutir a liberação de recursos que resultem na qualificação dos serviços prestados à população. As reformas feitas nos dois primeiros anos de governo, com foco no reequilíbrio financeiro, trouxeram como resposta a ampliação da capacidade de crédito de Jundiaí e a retomada da confiança das instituições.

Claudio levada cotado a político: O desembargador aposentado e ex-juiz de Jundiaí, Dr. Claudio Levada, é cotado para entrar na vida política da cidade no pleito municipal do ano que vem. Em viagem para a França, Levada ainda não foi encontrado para comentar sobre o seu futuro político. O filho de Claudio, Dr. Felipe Levada, foi juiz em Cajamar e responsável pelo afastamento da prefeita do local.

Câmara Federal vai ouvir Sérgio Moro: A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou nesta quarta (26) um convite para o ministro da Justiça, Sergio Moro, comparecer ao colegiado. Assim como aconteceu no Senado na semana passada, a ideia é que Moro dê explicações sobre as mensagens trocadas entre ele e procuradores da Lava Jato. O requerimento foi apresentado por um governista, Darcísio Perondi (MDB), com caráter de formalidade – para evitar que fosse votado pela oposição.

Nova empresa em Várzea assume saúde: Após o escândalo vindo da Operação Ouro Verde, do Gaeco, com investigação em recursos desviados da saúde, a Prefeitura de Várzea Paulista anunciou ontem a contratação emergencial de uma OS para administrar a UPA e o hospital local, a Ingex. Uma emissora de TV local destacou, entretanto, que o presidente da Ingex era funcionário da Vitale, empresa que fraudou os recursos e está sob investigação.

TCE aprova contas, mas faz ressalvas: O TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) aprovou nesta quarta-feira (26) as contas do governo paulista de 2018, cuja gestão foi compartilhada entre Geraldo Alckmin (PSDB) e Márcio França (PSB).No entanto, aplicou ressalvas às contas. Em uma delas, pede que haja redução gradativa, em cinco anos a partir de 2020, dos R$ 3,4 bilhões que o governo tem usado do Fundeb (fundo da educação básica) para bancar a Previdência.

Bolsonaro pede punição severa: O presidente Jair Bolsonaro voltou a se manifestar nesta quarta-feira (26), em uma rede social, sobre a prisão do militar da Aeronáutica que foi preso em Sevilha, na Espanha, carregando 39 quilos de cocaína na bagagem. A caminho do Japão, onde participará de encontro de cúpula do G20, o presidente da República afirmou que exigiu “investigação imediata e punição severa” ao sargento que atuava como comissário de bordo de voo da Força Aérea Brasileira (FAB).

 


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/politica/camara-federal-vai-ouvir-sergio-moro-confira-outros-destaques-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN