Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Candidato diz que furto prejudicou campanha

| 03/10/2014 | 22:00

Candidato a deputado federal pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN), Aguinaldo Rocha, de Várzea Paulista, afirma que um furto em seu comitê, na madrugada da última terça-feira (30), prejudicou o andamento da campanha. Segundo o candidato, um boletim de ocorrência foi efetuado, mas Aguinaldo não disponibilizou a cópia para a reportagem até o fechamento da edição.

A ocorrência, de acordo com o ele, teria ocorrido no comitê eleitoral, localizado na rua Prudente de Moraes, em Jundiaí. Lá havia um determinado valor em espécie – não divulgado por Aguinaldo – para o pagamento de 32 funcionários que trabalharam diretamente na campanha. “Além do dinheiro levaram bens como notebooks e telefones”, revela.

O candidato também se defende das acusações feitas por supostos funcionários ao JJ Regional, que alegaram não ter recebido pagamentos pelos serviços prestados. “As pessoas que fizeram bagunça em frente ao comitê, como noticiado, não trabalharam para mim. Alguns chegaram a atuar por poucos dias e logo desistiram.”

Aguinaldo adianta que a data acordada para pagamento dos funcionários foi nesta sexta-feira, 3 de outubro. “Após esse furto eu preciso reestruturar minha campanha, pois os recursos eram próprios e de amigos apoiadores, já que minha campanha não é financiada por empresários.”

Segundo ele, os gastos completos da campanha serão apontados na prestação de contas, após a eleição. “Em todos os momentos eu agi com transparência com a minha equipe. As pendências serão honradas, pois tenho comprovante dos recibos de prestação de serviço.”

O candidato informa que adotará procedimentos legais para responsabilizar os acusadores. “Muitas mentiras foram ditas, e não é correto eu ter minha campanha prejudicada por irresponsáveis.”

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí deste sábado (04) ou faça uma assinatura digital.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/candidato-diz-que-furto-prejudicou-campanha/
Desenvolvido por CIJUN