Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Candidatos terão os próximos 30 dias para trocar de partido

Angelo Augusto Santi | 06/03/2020 | 07:00

A janela partidária – período em que parlamentares eleitos têm para trocar de sigla sem perder seus mandatos – começou. Até o dia 3 de abril, seis meses antes do pleito eleitoral, com 1º turno em 4 de outubro, as novas filiações deverão ser realizadas para que não se caracterize a infidelidade partidária, que tem como punição a perda do cargo exercido pelo parlamentar.

Em Jundiaí, boa parte dos vereadores já definiu sua sigla para tentar a reeleição: caso de Antônio Carlos Albino, que recentemente se filiou ao PL após desavenças com as lideranças municipais do PSB. Já Edicarlos Vieira e Cristiano Lopes, ambos do PSD, confirmaram que seguem na legenda para buscar mais quatro anos de mandato.

O presidente da Câmara de Jundiaí, Faouaz Taha, também afirmou que segue no PSDB: ele deixou a presidência do partido para dar lugar a Fernando de Souza, e deverá focar em sua campanha quando o período eleitoral começar oficialmente. “Estou feliz no PSDB e pretendo continuar, a não ser que haja uma reviravolta no meio do caminho. Mas minha intenção é buscar a reeleição pelo partido”, garantiu.

Alguns parlamentares estão praticamente de malas prontas para migrar de sigla: Rogério Silva (PHS) e Arnaldo da Farmácia (PDT) receberam o convite do presidente do DEM, José Galvão Braga Campos, e devem protocolar suas filiações nos próximos dias. Já Douglas Medeiros disse que dificilmente permanecerá no PP, mas que ainda não definiu qual será o seu destino. “Falta pouco, mas a divulgação será feita apenas quando houver 100% de certeza”, comentou.

Márcio Cabeleireiro também está em reta final de negociação: ele confirmou o interesse do PSD, mas ainda vai conversar com seu atual partido, o MDB. “Caso eu saia do MDB, o PSD é o destino ideal, pois eles demonstraram interesse e eu tenho um ótimo relacionamento com o Cristiano Lopes e com o Edicarlos. Ainda haverá mais algumas conversas e a decisão será tomada provavelmente na próxima semana”, afirmou.

Até Wagner Ligabó (Cidadania) está estudando uma possível troca de partido, mas ainda mantém expressa a sua vontade de não se candidatar à reeleição. Entre os 19 vereadores da atual legislatura ele é o único que deve ficar de fora da disputa de outubro.

Já Gustavo Martinelli (PSDB), vereador mais votado em 2016, ainda mantém mistério sobre seu futuro: DEM e PSD convidaram o parlamentar. “A janela de transferências está apenas começando, temos até o começo do mês que vem para tomar essa decisão”, comentou.

SESSAO DA CAMARA


Leia mais sobre | | |
Link original: https://www.jj.com.br/politica/candidatos-terao-os-proximos-30-dias-para-trocar-de-partido/
Desenvolvido por CIJUN