Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Ciro Gomes culpa Bolsonaro e mais no Pela Ordem

Angelo Augusto Santi | 21/02/2020 | 07:32

Ciro Gomes culpa Bolsonaro

Ciro Gomes defendeu que seu irmão, o senador licenciado Cid Gomes (PDT), agiu de maneira correta ao ter utilizado uma retroescavadeira para tentar acabar com uma mobilização de policiais na cidade de Sobral (CE). “O episódio se deve a uma impotência dos poderes constituídos em fazerem a Constituição Federal ser respeitada no Brasil e a um canalha que transformou a República do Brasil em uma república de canalhas que se chama Jair Messias Bolsonaro”, disse.

Novo Conselho da pessoa idosa

Foram apresentados ontem (20) os novos integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (Comdipi), para a gestão 2020-2022. A cerimônia, realizada no auditório do Paço Municipal, antecede a posse efetiva dos novos conselheiros, eleitos por representantes da sociedade civil e indicados como representantes do Poder Público.

Dia Nacional de combate às drogas 

Um encontro do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Comad) lotou o auditório da Biblioteca Pública Municipal Prof. Nelson Foot, no Complexo Argos na manhã de ontem. Voltado a profissionais da rede de assistência de diversas áreas, o evento contou com a presença de membros da Coordenação Estadual de Políticas sobre Drogas, que ministraram uma palestra sobre prevenção do uso de álcool e outras drogas.

Motim dos Pms é “inadmissível”

Os ministros Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticaram na quinta-feira (20) o movimento de policiais militares no Ceará. Antes de entrar para a sessão do plenário do STF, Moraes classificou o motim de “ilegal” e inadmissível”. Para Lewandowski, trata-se de “um perigo para as instituições”. Moraes foi secretário de segurança pública de São Paulo.

TSE rejeita criação de Partido Corinthiano 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta quinta-feira mais um pedido de criação do Partido Nacional Corinthiano (PNC). A decisão foi unânime. Os ministros entenderam que a agremiação não cumpriu os requisitos legais para o registro. A regra atual determina que as siglas que desejem o registro no TSE têm dois anos para conseguir as 490 mil assinaturas. A sigla tenta obter o registro nacional desde 2015.

“Democracia nunca esteve tão forte”

O presidente Jair Bolsonaro declarou ontem (20) pelo Twitter, que “a democracia nunca esteve tão forte”. O tuíte, lacônico, aparece na sequência de uma série de desentendimentos entre o governo e o Congresso. Também na quinta-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Congresso “não precisa pisar no nosso pé”, em referência às emendas impositivas demandadas pelos parlamentares.

FOTO: FOLHA DE SÃO PAULO


Link original: https://www.jj.com.br/politica/ciro-gomes-culpa-bolsonaro-e-mais-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN