Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Conselho Municipal de Bem-Estar Animal e mais no Pela Ordem de hoje

Angelo Augusto Santi | 19/05/2020 | 07:00

Conselho municipal de bem-estar animal 

A Câmara de Jundiaí também vota o hoje o projeto de lei do prefeito Luiz Fernando Machado para a criação de Conselho Municipal de Bem-Estar Animal, vinculado à Unidade de Gestão de Planejamento e Meio Ambiente, juntamente com um fundo, que tem por finalidade captar e aplicar recursos que visam o financiamento, investimento e implantação de ações voltadas à proteção e ao bem-estar animal.

Várzea recebe 1.500 testes para covid-19 

A Prefeitura de Várzea Paulista recebeu 1.500 unidades de testes rápidos para o novo coronavírus. São testes cuja execução, leitura e interpretação dos resultados são feitas em, no máximo, 30 minutos. Além disso, são de fácil execução e não necessitam de estrutura laboratorial. Eles serão utilizados nos pacientes em estado grave.

Sindicatos pedem saída de Bolsonaro 

Dez centrais sindicais lançaram ontem (18) uma campanha pela saída do presidente Jair Bolsonaro. O presidente nacional da Força Sindical, Miguel Torres, explica que a insatisfação com o governo de Bolsonaro vem crescendo devido à postura do presidente ante a pandemia da covid-19. “Não tem jeito. Chegamos a um momento em que o povo já percebe que o país está sem governo. Só causa confusão”, afirmou Miguel.

Morre Laudo Natel, aos 99 anos 

O ex-governador de São Paulo, empresário e dirigente esportivo Laudo Natel morreu ontem (18), aos 99 anos. Laudo Natel (1920-2020) governou São Paulo em duas gestões na ditadura militar (1964-1985), mas sua influência política desapareceu com a ascensão de seu ex-secretário Paulo Maluf, que o derrotou na convenção da Arena que indicou o candidato do partido a governador, em 1978.

Bandeirada “foi um acidente”

A servidora Angela Telma Alves Berger afirmou que não quis agredir a jornalista Clarissa Oliveira, da Band, com uma bandeirada na manifestação de domingo (17), em frente ao Palácio do Planalto. “A bandeirada na repórter foi um acidente. Eu tava olhando os paraquedistas e me descuidei…acontece, né? Já levei tantas bandeiradas, quebraram até meu óculos. Porém, entendo que foi um acidente”, afirmou.

Collor pede perdão por confisco 

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor de Mello (Pros-AL) pediu perdão aos brasileiros pelo confisco do saldo das poupanças durante o seu governo, no início dos anos 1990. Em uma série de tuítes publicados na manhã de ontem (18), Collor falou sobre a situação que o país enfrentava naquele momento e reconheceu que seu governo errou ao proibir os brasileiros de sacarem o dinheiro de suas poupanças.


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/politica/conselho-municipal-de-bem-estar-animal-e-mais-no-pela-ordem-de-hoje/
Desenvolvido por CIJUN