Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Coronavírus muda a rotina no Aglomerado Urbano de Jundiaí

Angelo Augusto Santi | 22/03/2020 | 05:00

A pandemia do coronavírus tem obrigado o mundo todo a tomar medidas para evitar a sua propagação e transmissão. E no Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) não tem sido diferente: uma reunião realizada na manhã de terça-feira (16), na Sala de Situação do Paço Municipal da Prefeitura de Jundiaí, definiu as ações e medidas a serem adotadas por todos os sete municípios integrantes do AUJ.

Um ofício emitido pelo prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado (PSDB), indicou as principais recomendações para os munícipes, como uniformizar o protocolo dos profissionais da saúde dos municípios baseado no protocolo adotado por Jundiaí; adotar medidas efetivas de restrições de circulação e aglomeração de pessoas conforme as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) etc.

Na sexta-feira (20) foi publicado o decreto que determina o fechamento dos estabelecimentos comerciais. “É uma medida dura, mas necessária para evitar que tenhamos uma ampliação desenfreada da doença. Neste momento, o isolamento social é a medida que salvará vidas”, detalhou Luiz.

Em Várzea Paulista, medidas pontuais estão sendo tomadas. “Criamos um comitê de acompanhamento do coronavírus logo no início dos casos no Brasil, além de formalizar protocolos de atendimento com a equipe da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) e gerentes de UBS (Unidade Básica de Saúde). Decretamos estado de emergência para que medidas mais efetivas sejam tomadas com autonomia, como a criação da Unidade de Combate ao Coronavírus e o Disque Triagem. Nosso objetivo é oferecer informação de qualidade para a população”, afirma o prefeito Juvenal Rossi (PV).

O prefeito de Itupeva, Marcão Marchi (PSD), determinou o fechamento de estabelecimentos comerciais, clubes recreativos e casas noturnas desde ontem (21). “Houve uma redução no movimento dos bares, restaurantes e outros estabelecimentos que movimentam a economia do município. Porém, temos reforçado que todos os locais que recebem reunião de pessoas observem as orientações do Ministério da Saúde e do Governo do Estado de São Paulo, bem como os boletins diários emitidos pela nossa Secretaria de Saúde. Já o setor industrial tem adotado medidas de prevenção, sendo que, em alguns casos, a parte administrativa está trabalhando em home office”, comenta.

O prefeito de Campo Limpo Paulista, Dr. Japim Andrade (PROS), estima uma redução de 30% na economia local. “O impacto financeiro no município acontece em decorrência da queda na contratação de serviços, compra no comércio e indústria. Estamos orientando que as pessoas fiquem em suas casas”, explicou. Japim informou ainda que alguns serviços referentes a pagamento de impostos e taxas podem ser solicitados por e-mail.

Em Cabreúva, o foco também é a prevenção. “Temos pedido incansavelmente para que as pessoas fiquem em casa e busquem o atendimento médico apenas quando necessário. Também criamos um Comitê Técnico para Gerenciamento do Coronavírus no município, que monitora os casos suspeitos diuturnamente e divulga boletins com orientações. As aulas e eventos estão cancelados e os servidores do grupo de risco já foram suspensos de suas atividades”, relata o prefeito Henrique Martin, que atualmente está sem partido.


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/politica/coronavirus-muda-a-rotina-no-aglomerado-urbano-de-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN