Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Edicarlos Vieira se filia ao PP e mais no Pela Ordem

Angelo Augusto Santi | 08/04/2020 | 07:55

Edicarlos Vieira deixa o PSD e se filia ao PP

O vereador Edicarlos Vieira anunciou na terça (7) sua saída do PSD e filiação ao PP. Presidente da Comissão de Ética e membro da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Jundiaí, o parlamentar informou ter aceitado o convite para fazer parte da nova legenda com objetivo de “formar uma nova conjuntura política” na cidade. A saída do PSD, do qual era presidente, foi tranquila e sem ressentimentos.

Cristiano Lopes também chega ao PP

O vereador Cristiano Lopes, que também fazia parte do quadro do PSD, seguiu os passos de Edicarlos Vieira, ex-presidente da sigla, e confirmou sua filiação ao PP. Mesmo a janela de transferência tendo terminado oficialmente no último dia 4, os anúncios oficiais foram divulgados apenas ontem (7) por ambos os parlamentares.

R$ 100 mil para Campo Limpo 

A cidade de Campo Limpo Paulista recebeu, por ação do deputado estadual Rafa Zimbaldi, uma verba de custeio para Saúde no valor de R$ 100 mil. O dinheiro será dirigido à Saúde Pública integrada. Para o prefeito dr. Japim Andrade (PROS), a verba chegou em hora certa.”Neste momento de crise por conta da pandemia do coronavírus, a Saúde ganha mais um respaldo para passarmos por tudo isso.”

Juiz bloqueia fundo eleitoral

O juiz federal Itagiba Catta Preta Neto, da 4ª Vara Cível da Justiça Federal em Brasília, determinou na terça-feira (7) o bloqueio dos recursos do fundo partidário e do fundo eleitoral. O magistrado decidiu que a verba ficará à disposição do governo federal para ser usada em medidas de combate ao coronavírus ou em ações contra os reflexos econômicos da crise em razão da pandemia da doença.

Uip foge de pergunta sobre cloroquina

Chefe do centro de contingência contra o coronavírus em São Paulo, o infectologista David Uip se recusou a informar se fez uso do medicamento cloroquina no tratamento contra a doença. Uip foi questionado ontem, (7), durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes. Ele ficou afastado após diagnóstico anunciado no dia 23 de março e voltou na segunda (6) ao comando do combate à doença em SP.

Senador critica OMS por apoiar aborto

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) disse ser contraditório que, nesse momento de pandemia, em que há o envolvimento de todos pela preservação da vida, a Organização Mundial da Saúde tenha defendido o aborto como atividade essencial. Para ele, o posicionamento revela que a OMS é uma entidade política, que não leva a sério a ciência. “O aborto nada mais é do que matar uma criança”, disse o senador.

Foto: Rui Carlos


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/politica/edicarlos-vieira-se-filia-ao-pp-e-mais-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN