Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Em Jundiaí, Ivan Valente defende governo mais participativo

BÁRBARA NÓBREGA MANGIERI | 25/07/2018 | 11:30

O deputado federal Ivan Valente, do PSOL, passou por Jundiaí nesta terça-feira (24) para debater com a população jundiaiense e apresentar suas propostas como pré-candidato à reeleição. Durante sua visita, ele aproveitou para conceder uma entrevista exclusiva ao Jornal de Jundiaí. Confira os principais trechos:

O PSOL é visto como um partido isolado. Como governar dessa forma?
O partido nasceu para se contrapor às velhas formas de se fazer política: o toma-lá-dá-cá. Muitas experiências mostram ser possível governar com o povo e para o povo, através da participação direta em conselhos, plebiscitos, gestão participativa. É o que o PSOL estimula.

Quais suas conquistas e principais bandeiras como deputado?
A defesa da ética na política pautou nossa atuação. Denunciamos Eduardo Cunha no Conselho de Ética da Câmara; participamos na CPI da Petrobras; combatemos a retirada de direitos com as reformas etc. Nesse momento, travamos uma luta contra a bancada ruralista, que quer liberar o uso de agrotóxicos no Brasil e oferecer alimento envenenado.

CONFIRA TAMBÉM MAIS NOTÍCIAS DA POLÍTICA

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS EDIÇÕES DA COLUNAS PELA ORDEM

Como avalia o governo de Michel Temer (MDB)?
Retrocedemos vinte anos em dois. Este governo nasceu de um golpe e somente não caiu porque comprou descaradamente o apoio parlamentar. Nunca houve tantos corruptos em cargos estratégicos e os direitos consagrados na Constituição estão sendo rasgados.

Como vê o atual cenário de presidenciáveis?
Essas eleições são imprevisíveis, temos muitos candidatos. A começar pela situação de Lula, incerta por uma condenação que consideramos sem provas. Geraldo Alckmin (PSDB) se aliou ao “centrão”, base de apoio de Temer. Sua candidatura terá a marca da continuidade do governo ilegítimo.
Marina Silva (Rede) não possui programa claro, Álvaro Dias (Podemos) é um tucano, Bolsonaro (PSL) representa a intolerância, a violência e a ignorância, e Ciro Gomes (PDT), ainda que na centro-esquerda, busca saídas por dentro do atual sistema político, hoje esgotado. Com Guilherme Boulos (PSOL), queremos a superação da desigualdade social.

T_ivan-valente


Link original: https://www.jj.com.br/politica/em-jundiai-ivan-valente-defende-governo-mais-participativo/
Desenvolvido por CIJUN