Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Estado nega cestas básicas a Jundiaí e mais no Pela Ordem

Angelo Augusto Santi | 21/05/2020 | 07:27

Estado nega cestas básicas a Jundiaí

O governo estadual negou a Jundiaí cestas básicas que seriam distribuídas a famílias em situação de vulnerabilidade social, em decorrência da pandemia de coronavírus. Segundo nota, o governo irá priorizar cidades que estejam em regiões metropolitanas e mais próximas a São Paulo, Capital, com índices de vulnerabilidade mais baixos. Jundiaí mantém a distribuição com recursos próprios e doações.

Regina Duarte deixa a Secretaria da Cultura 

O presidente Jair Bolsonaro anunciou ontem (20) em suas redes sociais que a atriz Regina Duarte deixará a Secretaria Especial da Cultura de seu governo. O ator Mário Frias, que almoçou com o presidente e sua equipe na terça, será o novo secretário. Regina assumirá agora a Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

Secretário defende carteira de projetos

O secretário de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, João Octaviano Machado Neto, foi um dos participantes do webinar “Retoma SP”, promovido pela CCR. O secretário defendeu que há uma carteira de projetos que está em processo de tramitação na Artesp que tem condição total de aprovação nesse momento, tornando-se um potencial motor para a geração de empregos para o Estado. O evento foi promovido pela FGV.

‘Quem é de esquerda toma tubaína’

Em entrevista on-line ao jornalista Magno Martins na noite de terça-feira (19), o presidente Jair Bolsoanro fez uma piada ironizando a discussão sobre o uso da cloroquina. “Quem é de direita toma cloroquina, quem é de esquerda, Tubaína”, repetiu várias vezes ao fazer piada com o assunto. As diretrizes do governo sobre o medicamento provocaram inclusive o pedido de demissão do ex-ministro da Saúde, Nelson Teich.

MP não dá imunidade a atos ilícito 

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou ontem (20) para que a medida provisória que livra agentes públicos de punição durante a pandemia de coronavírus não tenha nenhuma interpretação que dê imunidade para atos ilícitos e de improbidade. O ministro é relator de seis ações que questionam a MP 966, editada por Jair Bolsonaro na última semana.

Pazuello fica “por muito tempo” 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na quarta-feira (20) que o general Eduardo Pazuello, que responde de forma interina pelo Ministério da Saúde, ficará “por muito tempo” à frente da pasta. Ainda de acordo com o presidente, o general, que não tem formação na área de saúde, vai ser auxiliado no ministério por uma “equipe boa” de médicos. Pazuello está como ministro de forma interina desde a semana passada.


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/politica/estado-nega-cestas-basicas-a-jundiai-e-mais-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN