Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Gustavo Martinelli é convidado pelo PSD e mais no Pela Ordem

Angelo Augusto Santi | 22/02/2020 | 07:53

Gustavo Martinelli é convidado pelo PSD

O vereador mais votado de Jundiaí, Gustavo Martinelli (PSDB), foi convidado a se filiar ao PSD para disputar as eleições deste ano. “É uma pessoa que tem o mesmo pensamento do partido, de atuação nos bairros e não só na região central. O número de votos que ele teve nas eleições para vereador (mais de 7 mil) e para deputado (48 mil) mostram a sua força”, disse o presidente do PSD de Jundiaí, Edicarlos Vieira.

Martinelli revela diversos convites

Ainda com situação indefinida para as eleições deste ano, Gustavo Martinelli diz ter sido convidado por diversos partidos e deverá tomar a decisão em breve. “Siglas como o DEM, o PSD e o PSB me contataram. Estou há 17 anos no PSDB e a janela eleitoral será o momento de escolha sem que se caracterize a infidelidade partidária”, comentou.

Ceará registra uma morte por minuto 

Desde o início do motim de policiais militares no Ceará, 51 pessoas já foram assassinadas em todo o estado. Na terça (18), quando o movimento começou, cinco homicídios foram registrados. Já na quarta-feira (19), o número de mortos chegou a 29 e, nesta quinta (20), foram 22. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social. Em média, uma pessoa morreu por hora durante o período.

“Crise da Polícia não chegou a SP” 

O governador João Doria (PSDB) disse que a crise das polícias não chegou a São Paulo. Segundo ele, a situação permanece calma no estado e há controle do comando “sobre todo o sistema policial”. Doria afirma que apenas “uns poucos” em São Paulo “tentam usar a segurança pública como tribuna eleitoral, partidária e ideológica”, sem sucesso. A maior oposição ao governo na área é a do senador Major Olímpio (PSL-SP).

Wajngarten ganhou aditivo de Igreja

A FW Comunicação, empresa do chefe da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência), Fabio Wajngarten, mantém contrato com a Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, dono da TV Record. Um mês após o secretário assumir o cargo no governo Bolsonaro, a remuneração contratual da empresa dele com a igreja aumentou em 36%, por meio de um aditivo pactuado entre as duas partes.

Aloysio Nunes assume cargo em SP

O ex-senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) foi nomeado para o cargo de diretor-presidente da diretoria executiva da SP Negócios, agência de promoção de investimentos da Prefeitura de São Paulo. O convite partiu do prefeito Bruno Covas, seu colega de partido. “O objetivo da SP Negócios é o de ajudar empreendedores que pretendem se instalar em São Paulo e buscar novos investimentos aqui”, disse Aloysio.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/gustavo-martinelli-e-convidado-pelo-psd-e-mais-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN