Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Instituto afasta servidores que usavam lancha para lazer

| 02/08/2014 | 19:05

O ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) determinou o afastamento temporário de dois servidores que foram flagrados uma lancha do governo, que deveria servir para fiscalizar a costa brasileira, durante um passeio de família. 

Em nota divulgada neste sábado, (2), o ICMBio afirma que abriu investigação para apurar se houve uso irregular da embarcação. Durante a investigação, que será concluída em até 15 dias, segundo o instituto, os servidores envolvidos ficarão afastados. 

Conforme reportagem da Folha de S.Paulo de ontem, um casal em trajes de banho, uma criança e dois homens com camisetas do ICMBio foram fotografados usando a lancha oficial no último domingo (27) no arquipélago dos Abrolhos, no sul da Bahia. 

O coordenador regional confirmou que alguns integrantes do grupo nadaram e mergulharam naquela região no domingo, mas negou que estiveram no arquipélago para lazer. 

A lancha pertence ao Ministério da Pesca e Aquicultura e foi cedida ao ICMBio em 2010 para fiscalizar a região. Ela é a única embarcação disponível para fiscalizar a pesca ilegal em mais de 380 mil hectares. Sua cobertura inclui o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos. 

Abaixo, a íntegra da nota do ICMBio: “Em relação à denúncia de uso indevido da embarcação de fiscalização, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) informa que tão logo a presidência foi informada da denúncia, solicitou esclarecimentos da Coordenação Regional e imediatamente abriu os procedimentos administrativos apuratórios, que serão concluídos em até 15 dias. Para permitir a completa apuração dos acontecimentos, os servidores envolvidos serão afastados das suas funções.”


Link original: https://www.jj.com.br/politica/instituto-afasta-servidores-que-usavam-lancha-para-lazer/
Desenvolvido por CIJUN