Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Janela de transferências gera movimentação nos partidos

Angelo Augusto Santi | 12/03/2020 | 07:30

A janela para transferências partidárias, que se iniciou no último dia 5 de março e vai até 3 de abril, é o período em que os vereadores atuais terão para realizar filiações a um novo partido para concorrer às eleições municipais de outubro sem que percam seus respectivos cargos. Apesar de curto, o intervalo de 32 dias ainda segue pautado por muita especulação e movimentação nas bastidores, mas com poucas confirmações.

Uma delas foi a do vereador Rogério Ricardo da Silva, que assinou ontem (11) sua filiação da DEM, o que tem gerado ótimas expectativas. “Vou em busca do meu terceiro mandato como vereador e escolhi o DEM pela ideologia, principalmente pela defesa dos direitos humanos e dos mais pobres. Nosso objetivo é eleger dois ou três vereadores”, comenta.

O professor Oswaldo Fernandes, presidente do PSB-Jundiaí, afirma que conversas e negociações são feitas o tempo todo e que esse período serve apenas para as confirmações. “O processo de formação das chapas já vem ocorrendo desde quando acabaram as últimas eleições. Mas agora os partidos estão em uma espécie de corrida contra o tempo, principalmente em relação aos atuais vereadores. A janela sempre parece estar longe, mas, quando chega, passa muito rápido. As siglas precisam trabalhar para ter sempre alguns candidatos a mais, pois sempre há desistências e perdas”, comentou.

A maioria dos partidos está em fase final de montagem de suas chapas para vereador, mas sem anunciar quem serão seus principais candidatos. O vereador Gustavo Martinelli anunciou na terça (10) que deixará o PSDB, mas ainda não decidiu sobre o futuro. O PSDB é um dos partidos que tem demonstrado mais cautela nas negociações, com foco em manter seus parlamentares e filiados.

Já os partidos de oposição estão começando a definir e anunciar seus pré-candidatos: O PSOL confirmou que terá Paloma Soares concorrendo à prefeitura, além de estar trabalhando para fechar a chapa completa de vereadores. Gerson Sartori, presidente do PDT-Jundiaí, afirmou que o partido tem agido de forma tranquila, montando sua chapa com candidatos que não fazem parte da atual legislatura, e que é certo que a sigla lançará um candidato a prefeito. Resta saber quem será.

O presidente do PT em Jundiaí, Éderson Felipe, disse que houve bastante avanço nas negociações durante os últimos dias e que 20 nomes já estão praticamente confirmados para concorrer ao Legislativo. O anúncio do candidato a prefeito pela legenda deve ser realizado em abril.

Marcello Giacaglia, presidente do Partido Novo em Jundiaí, disse que a sigla perdeu alguns filiados nos últimos meses, e que existem dois grupos passando pelo processo seletivo. “Um deles já está na fase final e os resultados deverão sair no final do mês. Enquanto que o outro começou há pouco tempo e deve ser concluído em maio”, afirmou.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/janela-de-transferencias-gera-movimentacao-nos-partidos/
Desenvolvido por CIJUN