Política

Jundiaí receberá R$ 4 milhões do governo do estado de SP


O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou na tarde de ontem (26) um repasse no valor de R$ 218 milhões para os 80 municípios com mais de 100 mil habitantes no estado. Nos próximos dias ainda serão anunciados os valores para as cidades menores e para a Capital. Com mais de 400 mil habitantes, Jundiaí ficará com pouco mais de R$ 4,1 milhões. Nos 16 municípios paulistas com população entre 300 mil e 500 mil pessoas, o valor de referência é de R$ 10 por habitante. De acordo com o governo do estado, todas terão que construir hospitais de campanha com leitos de enfermaria, além de espaços de isolamento e assistência social para pacientes que vivem em moradias precárias. O montante total para esses municípios será de R$ 61,4 milhões. Nas nove cidades paulistas com mais de 500 mil habitantes, o valor de referência sobe para R$ 12 por pessoa. O repasse também será usado para erguer ao menos um hospital de campanha de maior porte em cada cidade, além do atendimento social a pacientes em situação de vulnerabilidade. Já as 55 cidades com população entre 100 mil e 300 mil pessoas receberão R$ 8 por habitante ou duas vezes o piso do SUS. O dinheiro será usado para instalação de centros de triagem e atendimento a casos suspeitos de coronavírus, além da realização de testes. Somadas, todas receberão R$ 74,5 milhões. “Estas cidades foram escolhidas para ser referência médica e hospitalar”, disse Doria. “Sejam solidários. Podemos acertar ou errar, nós só não podemos minimizar problemas. O governo de São Paulo fundamenta todas as suas ações em informações científicas no plano da saúde e técnicas no âmbito da economia”, acrescentou. “O governo de São Paulo vai trabalhar em conjunto com os municípios. Esses recursos vão impactar frontalmente o interior do estado, com possibilidades de centros de referência e também com leitos de baixa e média complexidades”, disse o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. A Prefeitura de Jundiaí, por meio das Unidade de Governo e Finanças (UGGF) e de Promoção da Saúde (UGPS), informou que o município pretende propor o uso dos recursos liberados para complementar o financiamento das ações que já estão sendo desenvolvidas. A previsão é de que estarão disponíveis 55 leitos de UTI exclusivos para pacientes do covid-19, além de 60 leitos de enfermaria. Também será realizada a aquisição de 10 mil kits de testes rápidos para o cornavírus e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Notícias relevantes: