Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Jundiaiense renuncia à coordenação da Rede

| 15/10/2014 | 22:55

O apoio de Marina Silva (PSB), que tentou ser presidente da República, ao candidato Aécio Neves (PSDB) neste 2º turno repercutiu entre membros da Rede Sustentabilidade de Jundiaí. O partido, ainda que não oficial para a Justiça Eleitoral, mobilizou alguns poucos filiados e simpatizantes na cidade desde que tentou ser criado, em 2013, e um dos mais engajados participantes locais renunciou à coordenação estadual na última segunda-feira.

Marcelo Pilon informou ao JJ Regional que sua decisão foi pessoal e que continua filiado ao ‘partido’. “Acredito que temos uns 30 filiados na cidade e tivemos muitos simpatizantes, mas não conversei com eles sobre isso”, afirma. Pilon reconhece que foi o grande articulador da Rede em Jundiaí e, sem sua participação mais efetiva, há uma diluição.

Foi ele, ao menos, quem trouxe a ex-senadora para um debate em Jundiaí no ano passado. Em relação à renúncia, ele explica que veio em decorrência do posicionamento do partido. Há meses, Pilon atuou em vários departamentos da coordenadoria estadual da Rede.

“Temos quatro coordenadorias no elo São Paulo e oito coordenadores. Destes, sete renunciaram. A Marina pode se posicionar como quiser, mas apoiamos a ideia de quebrar a polarização entre PT e PSDB e como posso manter essa coerência? Não concordo com o programa de governo de Aécio. Sou contra a redução da maioridade penal que ele defende. É uma questão de consciência política”, argumenta.

Pilon lembra que se ligou à Rede por acreditar em uma busca ideológica, mas se decepcionou com a posição do movimento. “Houve uma resolução nacional da Rede em não apoiar o PT, mas apoiar PSDB, votos brancos ou nulos. Não concordamos com isso. Tenho a consciência tranquila.”


Link original: https://www.jj.com.br/politica/jundiaiense-renuncia-a-coordenacao-da-rede/

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido por CIJUN