Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Justiça manda quebrar sigilos do ministro do Meio Ambiente

Da Redação | 22/11/2019 | 20:06

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal do ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles em um inquérito que investiga suspeita de enriquecimento ilícito. O patrimônio de Salles saltou de R$ 1,4 milhão para R$ 8,8 milhões entre 2012 e 2018. A decisão é da última segunda-feira (18) e partiu da 10ª Câmara de Direito Público do TJ.

No período, Salles exerceu dois cargos no governo de Geraldo Alckmin (PSDB), em São Paulo: foi secretário particular do governador entre 2013 e 2014 e, entre 2016 e 2017, ocupou por 13 meses a Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

Ao Estadão, Salles nega irregularidades em suas contas. “Todos os meus rendimentos e bens foram declarados por mim mesmo. “Não tenho nenhum receio acerca da análise dos dados”, disse.

O Ministério Público de São Paulo já havia feito o pedido inicialmente, mas teve a solicitação negada.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/justica-manda-quebrar-sigilos-do-ministro-do-meio-ambiente/
Desenvolvido por CIJUN