Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Lideranças do PSDB Jundiaí querem Doria de Governador em São Paulo

BÁRBARA MANGIERI - bmangieri@jj.com.br | 17/03/2018 | 03:26

Os tucanos das sete cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ), assim como os de Maringá e Itatiba, virão à unidade jundiaiense do PSDB amanhã para escolher quem deverá representar o partido como candidato a governador do estado de São Paulo. Entre as lideranças tucanas abordadas pela reportagem, a maioria declarou voto no atual prefeito de São Paulo, João Doria Júnior. A princípio, cinco nomes se lançaram pré-candidatos e deveriam estar disponíveis nas cédulas de votação: além de Doria, o presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), José Aníbal; o secretário de Desenvolvimento Social de São Paulo, Floriano Pesaro; o sociólogo Luiz Felipe d’Avila; e o prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão.

Apesar disso, apenas os nomes de Doria e d’Avila estão garantidos nas cédulas a serem usadas pelos filiados tucanos. Isso porque os demais pré-candidatos se recusaram a pagar a taxa de R$ 45 mil para a inscrição nas prévias. Pesaro e Aníbal, inclusive, afirmaram que entrarão na Justiça Eleitoral contra a executiva do PSDB pela cobrança, que consideram repentina (por ter sido anunciada na segunda, dia 12) e abusiva. O presidente do PSDB Jundiaí, José Galvão Braga Campos, o Tico, afirma que nem todas as prévias exigem taxas, mas que a cobrança já aconteceu em situações anteriores. “Raramente acontece, mas não é novidade. Deve ser para cobrir os custos e, se eu não me engano, está previsto no estatuto da legenda”, diz. O prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, também comentou a cobrança do valor. “O PSDB vai avaliar a questão, mas creio que o assunto carece de discussão entre os pré-candidatos, algo que, claramente, não ocorreu”, emendou.

Favorito
A polêmica sobre os demais pré-candidatos pode não influenciar na decisão dos tucanos da Região, já que as lideranças locais pretendem votar em João Doria Júnior. “Estou sabendo que tem outros concorrentes, mas nem sei quem são. Meu candidato é o Doria”, afirma o vereador Rafael Antonucci. “Ele é empresário, é limpo, sabe o que faz, o que fala e têm tomado decisões corretas. Farei campanha aos amigos que eu ajudei a filiar”.
Doria também tem o voto do deputado federal Miguel Haddad e do presidente da Câmara, Gustavo Martinelli. “Acompanho o trabalho dele e o considero o mais preparado”, opina. Luis Fernando prefere manter o voto secreto, mas considera todos os nomes do partido ao governo paulista qualificados. “Defendo que a escolha não seja pautada pela popularidade, mas sim em torno daquele que apresentar melhores condições de atender aos interesses dos eleitores”, diz.


Link original: https://www.jj.com.br/politica/liderancas-do-psdb-jundiai-querem-doria-de-governador-em-sao-paulo/
Desenvolvido por CIJUN