Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Maia diz que “falso testemunho é crime” e mais no Pela Ordem

Angelo Augusto Santi | 13/02/2020 | 07:30

Maia diz que “falso testemunho é crime”

O presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se posicionou na quarta-feira (12) sobre os ataques sofridos pela repórter da Folha de S.Paulo Patrícia Campos Mello. “Dar falso testemunho numa comissão do Congresso é crime. Atacar a imprensa com acusações falsas de caráter sexual é baixaria com características de difamação. Falso testemunho, difamação e sexismo têm de ser punidos no rigor da lei”, disse.

Várzea tenta zerar filas na saúde

O presidente da Câmara de Várzea Paulista, Guilherme Zafani (PSC), juntamente aos vereadores Osmar do Mirante (PCdoB) e Robertinho de Almeida (PCdoB), despachou ontem (12), uma Emenda Impositiva, que solicita cerca de R$ 100 mil destinados à realização de mutirão de exames médicos gratuitos para o povo varzino.

Mensagens para a campanha do PT

Hans River do Rio Nascimento, ex-funcionário da Yacows, disse na terça-feira (11) que a empresa trabalhava para o PT e para o ex-presidente Lula através do envio de mensagens em massa. Ainda segundo os relatos dele, nem Bolsonaro, nem o governador de São Paulo, João Doria, estavam envolvidos. “Todos me perguntam sobre eles, mas eu não peguei a campanha de nenhum dos dois”, afirmou.

Doria articula Expo Dubai 2020

O governador João Doria participou na quarta-feira (12), em Dubai, de reunião com o CEO da Expo Dubai 2020, Najeeb Al-Ali. Eles discutiram a participação de São Paulo na feira organizada pelo Bureau International des Expositions. Com seis meses de duração, o evento de inovação e economia criativa acontece a partir de 20 de outubro nos Emirados Árabes Unidos. Tecnologia, agronegócio e turismo foram discutidos.

Farpas entre Moro e deputado do PSOL

Durante audiência da Câmara dos Deputados ontem (12), o deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ) volto a ofender o ministro Sérgio Moro, dizendo que ele é um “capanga da família Bolsonaro” e que ele “mente e trabalha como blindador da família e da milícia.” Em resposta, o ministro disse que o deputado “não tem argumentos, só ofensas, e é um desqualificado para o exercício do cargo.”

Moro cobra polícia da Bahia

Em audiência pública na Câmara na quarta-feira (12), o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) disse que cabe às autoridades da Bahia explicar as circunstâncias da morte de Adriano da Nóbrega, ex-capitão da PM suspeito de chefiar uma milícia no Rio de Janeiro, no último domingo (9). Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, Adriano foi morto durante uma operação policial.

 


Link original: https://www.jj.com.br/politica/maia-diz-que-falso-testemunho-e-crime-e-mais-no-pela-ordem/
Desenvolvido por CIJUN